Sociedade

PSD diz que intervenção da Câmara na Av. Heróis de Angola é uma “obra de cosmética”

23 jun 2020 15:48

Esta operação superficial é o assumir por parte da maioria autárquica do PS de que não se irão realizar obras necessárias à valorização do comércio tradicional ficando em causa a comparticipação em cerca de sete milhões de euros de fundos comunitários a fundo perdido

psd-diz-que-intervencao-da-camara-na-av-herois-de-angola-e-uma-obra-de-cosmetica
Vereadores do PSD criticam medidas apresentadas hoje por Gonçalo Lopes
Ricardo Graça/Arquivo

Os vereadores do PSD consideraram hoje que a intervenção anunciada pela Câmara para a Avenida Heróis de Angola, no centro de Leiria, no âmbito do programa Renovar Leiria, é uma “obra de cosmética”.

“Os vereadores eleitos pelo PSD e a população de Leiria não podem deixar de ficar gravemente surpreendidos com o anúncio de Gonçalo Lopes [presidente da Câmara] do programa Renovar Leiria, que prevê obras de cosmética numa das principais artérias da cidade sem ter qualquer projeto e sua discussão pública”, refere uma nota de imprensa assinada pelos três vereadores da oposição.

Fernando Costa, Álvaro Madureira e Ana Silveira reforçam que a intervenção proposta para a Avenida Heróis de Angola é “meramente paliativa e uma operação de cosmética face às reais necessidades de intervenção que esta zona nobre da cidade necessita”.

“Continua a ser o adiamento de obras estruturais de fundo, de reabilitação profunda da área pedonal, trânsito e estacionamento como está previsto na candidatura no âmbito do PEDU e que foi sujeita a aprovação de fundos comunitários (2015/2016)”, entendem os autarcas.

Para os sociais-democratas, “esta operação superficial é o assumir por parte da maioria autárquica do PS de que não se irão realizar obras necessárias à valorização do comércio tradicional ficando em causa a comparticipação em cerca de sete milhões de euros de fundos comunitários a fundo perdido”.

Os autarcas consideram ainda que fica “adiada definitivamente a resolução dos problemas de infraestruturas que melhoram a qualidade de vida e ambiental desta importante zona da cidade”.

“Estas são atitudes irresponsáveis de Gonçalo Lopes, que mais não faz do que alterar/anular os projetos deixados por Raul Castro [antigo presidente, também do PS] e prometidos pelo PS há mais de nove anos, tal como já fez com o pavilhão Multiusos, com os parques de estacionamento, a criação de zonais industriais, a despoluição do rio Lis, uma efectiva política de mobilidade e o adiar da implantação do saneamento em diversas freguesias”, acrescentam.

Apontando que a “população de Leiria tem estado a ser sistematicamente enganada”, os vereadores afirmam que “este tipo de gestão autárquica revela uma falta de responsabilidade perante os desafios da cidade e do concelho e não se coadunam com o bom exercício do cargo, contribuindo para que Leiria e o concelho se atrase irremediavelmente do progresso que os leirienses merecem”.

O Município de Leiria apresentou hoje o programa Renovar Leiria, que integra um conjunto de 19 acções que serão desenvolvidas num curto espaço de tempo para adequar a cidade às exigências da pandemia.

O programa tem quatro eixos principais (mobilidade, espaços públicos, ambiente e energia e segurança), que procuram respostas para serem implementadas até 2021.

Para a Avenida Heróis de Angola está prevista a sua valorização com a introdução de mobiliário urbano, floreiras, arte urbana e o alargamento de passeios.

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.