Opinião

Norberto Barroca 1937-2020

18 jan 2020 12:01

Com essas conversas aprendi que a humildade é característica só dos melhores e Norberto foi um exemplo nesse domínio.

Norberto Barroca é das personalidades marinhenses que reúne maior consenso quanto ao contributo cultural que deu à terra que o viu nascer.

Gostaria de enfatizar que apesar de todo o percurso invejável que fez como encenador, ator, cenógrafo, figurinista, diretor artístico do TEP, com tempo para se formar como arquiteto na Escola de Belas Artes de Lisboa, e mestre em história na Faculdade de Letras do Porto, foi na Marinha Grande que fez a diferença, no contacto com muitos atores amadores a quem conseguiu contagiar com o seu rigor e saber.

Mais do que salientar este seu CV que só demonstra o quanto era uma pessoa interessante e interessada, queria partilhar um pouco das nossas conversas ao longo do último ano em que desenvolvemos, Município da Marinha Grande e Noberto, a edição de um CD com 16 das músicas que integraram a peça “Palco de Memórias”, com a qual em 25 de outubro de 2014 se reabriu ao público o Teatro Stephens.

Com essas conversas aprendi que a humildade é característica só dos melhores e Norberto foi um exemplo nesse domínio.

No dia em que recebi os mp3 das músicas para o CD, pedilhe para vir até ao meu gabinete.

Quando coloquei uma delas a tocar, a emoção foi tão sincera e partilhada que, além de ficarmos em lágrimas, senti necessidade de lhe dar a mão e apertá-la, apenas, com todo o respeito e afecto que esse gesto pretendia significar.

Paralelamente, já com a energia afetada pela doença, concebeu, encenou e dirigiu em tempo record, a Recriação Histórica Ficcional com que o Município assinalou a Abertura da Real Fábrica de Vidros - 16 de outubro de 1769.

A sua partida relembra-nos que temos o dever de registar os testemunhos destes ilustres representantes da história local, em vida.

O seu espólio doado ao Município da Marinha Grande será tratado de modo a mostrar ao público o que foi o seu trajeto de vida, mas nada se compara a uma conversa cúmplice e sincera em que olhos e palavras se complementam.

Grata Norberto.

*Texto escrito segundo as regras do Acordo Ortográfico de 1990

EVENTOS