Sociedade

Mais de seis milhões dormiram no Centro de Portugal em 2017

13 jul 2018 00:00

Turismo deu 272 milhões de euros de lucro.

mais-de-seis-milhoes-dormiram-no-centro-de-portugal-em-2017-8931
Jacinto Silva Duro

Segundo o Turismo Centro de Portugal o número de dormidas em todos os 100 concelhos que integram a região de turismo foram de mais de seis milhões, no ano passado.

Um número expressivo que teve, em 2017, a ajuda crucial do Papa Francisco e do Centenário das Aparições de Fátima. Os números não são absolutos, uma vez que, ao crivo do Turismo Centro de Portugal, escapam o turismo de habitação, o turismo em espaço rural e o alojamento local – unidades que, não obstante, assumem um peso grande nas opções de quem visita esta região.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística, as dormidas no Centro nos últimos anos têm demonstrado essencialmente, sinais de crescimento.

Em 2012, foram 3,76 milhões, em 2013,– 3,73 milhões, em 2014, chegaram aos 4,14 milhões, em 2015, aos 4,50 milhões, e, em 2016, aos 4,94 milhões. Em 2017, foram 5,6 milhões, ainda sem contabilização de todos os pequenos alojamentos locais.

“O país de onde chegam mais hóspedes para o Centro de Portugal é Espanha (304 mil, em 2016), seguida de França (185 mil) e Brasil (103 mil). O Brasil foi, no ano passado, o país com maior crescimento: mais 25%”, resume o Turismo Centro de Portugal.

Estes números comprovam os dados preliminares de que já dispúnhamos. E mostram também que a estratégia que definimos é a mais correcta”, afirma Pedro Machado, o recentemente reeleito presidente do Turismo Centro de Portugal, que realça que a região “reúne as condições ideais que definem um destino atractivo, devido à sua grande diversidade de recursos turísticos” e possibilidades de visita.

Os cidadãos nacionais também estão a aumentar de forma sustentada, embora a um ritmo inferior. Em 2017, segundo a entidade que gere o turismo, registaram-se na região 2,9 milhões de dormidas de visitantes nacionais, mais 3,2% do que em 2016.

O Turismo Centro de Portugal registou, em 2017, um aumento de 19,4% dos lucros totais da actividade turística no Centro de Portugal, em comparação com 2016, ultrapassando os 272 milhões de euros.

App para surfar na Nazaré sem sair de casa
A “onda da Nazaré” foi a cereja em cima do bolo naquela estância balnear. À beleza natural e &agr

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO
EVENTOS