Sociedade

Luís Montenegro vence em Leiria

19 jan 2020 14:14

Rui Rio foi reeleito presidente do PSD com 53,02% dos votos

luis-montenegro-vence-em-leiria
Mesmo escolhida por Rui Rio para cabeça-de-lista por Leiria nas legislativas, Margarida Balseiro Lopes apoiou Luís Montenegro nas directas do PSD
Ricardo Graça
Redacção/Agência Lusa

O distrito de Leiria voltou a dar a vitória a Luís Montenegro na segunda volta das diretas do PSD, cujo vencedor foi Rui Rio, reeleito com 53,02% dos votos.    

O ex-deputado obteve no distrito de Leiria 871 votos, contra os 626 de Rui Rio.    

Luís Montenegro venceu nos concelhos de Alvaiázere, Ansião, Batalha, Caldas da Rainha, Castanheira de Pera, Marinha Grande, Nazaré, Óbidos e Pombal.    

Relativamente à primeira volta, Montenegro conseguiu conquistar mais dois concelhos (Óbidos e Nazaré), mas perdeu Alcobaça para Rui Rio.    

Rui Rio obteve mais votos em Alcobaça, Bombarral, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Pedrógão Grande, Peniche e Porto de Mós.    

À semelhança da primeira volta, o maior número de votos alcançados por Montenegro foi em Caldas da Rainha (289) e Pombal (144), concelhos onde Rui Rio teve, respectivamente,123 e 33 votos.    

Por seu lado, o actual presidente do PSD conseguiu a maior votação em Leiria, onde conquistou 184 votos, menos do que Luís Montenegro (105) e em Porto de Mós, concelho onde obteve 47 votos, mais oito que o seu opositor.    

O reeleito presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou, após a vitória que espera poder “trabalhar com estabilidade e lealdade”, recusou que o PSD esteja “partido” e vincou estar “a iniciar o momento para marcar a unidade” no partido.

“Encaro esta vitória com satisfação, orgulho e, acima de tudo, com sentido de responsabilidade. Fez hoje um ano que o Conselho Nacional do PSD votou pela estabilidade, ao votar contra a minha destituição. Hoje, os militantes do PSD voltaram a votar pela estabilidade ao votar pela manutenção da atual liderança. Espero que, a partir de hoje, possamos trabalhar com estabilidade e lealdade”, afirmou.    

O candidato derrotado à liderança do PSD, Luís Montenegro, avisou que "não vale a pena anunciarem" a sua morte política, considerando que essa notícia seria "manifestamente exagerada".  

Questionado se admite ser candidato nas autárquicas de 2021, o antigo deputado considerou que “esta questão não se coloca” de momento.

 “Eu não sou político de profissão, sou político por missão, não tenho essa visão de preocupação em relação ao meu futuro político. Estou centrado em ser um militante ativo do PSD e continuar a contribuir e colaborar para que o partido tenha êxito nos seus diversos combates”, afirmou.   

EVENTOS