Login
Esqueci a password

Se esqueceu o seu Username ou a sua Password envie-nos o seu e-mail e receberá os seus dados de acesso por e-mail.

Se não sabe que endereço de e-mail utilizou no seu registo, por favor contacte os nossos serviços através do nosso e-mail assinantes@jornaldeleiria.pt.

Para procurar palavras exactas utilize aspas. Ex: "Castelo de Leiria" "Jornal de Leiria"
Área restrita

A secção que pretende aceder é restrita a assinantes do Jornal de Leiria. Para se tornar assinante vá à área Assinatura.

Se já for assinante da edição impressa, pode registar-se na edição online, sem custos adicionais.

Caso já tenha um registo, efectue login.

Opinião

Helder Roque Voltar

16:34 - 21 Junho 2019
Leiria Merece

Leiria Merece

Mas se não podemos deixar de registar, até como incentivo, o progresso que a autarquia observou no seu desempenho, devemos ter consciência de que é necessário prosseguir o esforço que até aqui tem vindo a ser desenvolvido

Hoje falamos de Leiria enquanto região de excelência. Um concelho competitivo com uma capacidade de atractividade invejável.

Leiria dispõe de um conjunto de factores que no seu conjunto lhe conferem um enorme potencial. O empreendedorismo, o empenho, a garra das pessoas, a sua localização geoestratégica privilegiada e a rede de infra-estruturas, a diversidade da sua história, património e recursos naturais, o dinamismo do sector empresarial e a quantidade de recursos humanos qualificados são, entre outras, algumas das características que fazem desta uma região única.

Dir-se-ia que estamos satisfeitos!

Mas se não podemos deixar de registar, até como incentivo, o progresso que a autarquia observou no seu desempenho, devemos ter consciência de que é necessário prosseguir o esforço que até aqui tem vindo a ser desenvolvido para aumentar a satisfação e confiança dos seus cidadãos, devemos ter a legitima ambição de querer mais e melhor, sendo necessário que se criem condições para colmatar as carências e as insuficiências que ainda naturalmente subsistem.

Mas para que isto aconteça é necessário financiamento e investimento público em Leiria. Arrastam-se no tempo a resolução de questões estruturantes ao seu desenvolvimento, como seja a adiada abertura da aviação civil em Monte Real, a despoluição do rio Lis e a estação de tratamento de efluentes suinícolas, o edificado da administração central abandonado a deteriorar-se sem usufruto da autarquia, as instalações há muito desadequadas aos serviços, como o quartel da GNR, o Instituto de Emprego e Formação Profissional, entre outros, sem deixar de referir o novo Palácio da Justiça, prometido para os terrenos da Prisão Escola, os quais, assim parece, serão destinados a outro fim.

Um exemplo paradigmático recente, por ter sido reconhecidamente distinguida no dia do município pelo seu inestimável contributo para a história educativa leiriense, é o da Escola D. Dinis que, ao assinalar 50 anos da sua criação, ainda continua a funcionar em pavilhões desadequados às necessidades atuais.

Na sua intervenção nessa cerimónia,  

LER MAIS

Faça para ler a totalidade do artigo ou registe-se e aceda à versão integral deste texto





Os comentários são da exclusiva responsabilidade do utilizador