Login
Esqueci a password

Se esqueceu o seu Username ou a sua Password envie-nos o seu e-mail e receberá os seus dados de acesso por e-mail.

Se não sabe que endereço de e-mail utilizou no seu registo, por favor contacte os nossos serviços através do nosso e-mail assinantes@jornaldeleiria.pt.

Para procurar palavras exactas utilize aspas. Ex: "Castelo de Leiria" "Jornal de Leiria"
Área restrita

A secção que pretende aceder é restrita a assinantes do Jornal de Leiria. Para se tornar assinante vá à área Assinatura.

Se já for assinante da edição impressa, pode registar-se na edição online, sem custos adicionais.

Caso já tenha um registo, efectue login.

Opinião

Helder Roque Voltar

15:02 - 25 Julho 2019
Investimento estrangeiro – uma miragem?

Investimento estrangeiro – uma miragem?

E não menos significativo é o interesse manifestado e efectivo de muitas das autarquias ao investirem no alargamento das actuais zonas industriais e na criação de novas áreas empresariais.

Recentemente, foi anunciada a disponibilização de dois mil milhões de investimento estrangeiro. Nesse mesmo momento foi igualmente transmitida a informação de que este investimento não se ficará por aqui.

E a região de Leiria? Foi contemplada? Pelo que se conhece, não! Provavelmente ficou esquecida em detrimento de alguma privilegiada Área Metropolitana…! Será no futuro, numa próxima vez? Fica a interrogação…

Trata-se de grandes projectos de investimento, promotores do desenvolvimento e crescimento das regiões onde se localizam, através da criação de postos de trabalho, de conhecimento e de recursos humanos qualificados, novas tecnologias, entre outras mais valias.

Porque este é um tipo de investimento que tem efeitos muito significativos e vantagens na economia local, esta região tem que ser reconhecida como localização de interesse e passar a ser contemplada com estes grandes projectos de Investimento Directo Estrangeiro (IDE), que devem ser complementares e convergentes nos interesses, vocação e propósitos do tecido empresarial local.

Há fortes razões para que esta região seja escolhida e que são bem conhecidas. Destaco o seu posicionamento estratégico no país, através da sua centralidade, excelentes acessibilidades e infra-estruturas, a sua qualidade de vida e os bons indicadores económicos.

É relevante a forte ligação e sinergias entre o tecido empresarial local, cada vez mais dinâmico e empreendedor, a Nerlei, elo profícuo no trabalho de apoio, formação, consolidação e abertura a novos mercados, o ensino superior do Politécnico, com o seu redobrado empenho, articulação e valor que acrescenta na qualificação dos recursos humanos ao dispor das empresas.

E não menos significativo é o interesse manifestado e efectivo de muitas das autarquias ao investirem no alargamento das actuais zonas industriais e na criação de novas áreas empresariais.

São razões evidentes e mais que suficientes, pelo que não são estranhas nem inesperadas, as referências elogiosas que diversas entidades 

LER MAIS

Faça para ler a totalidade do artigo ou registe-se e aceda à versão integral deste texto





Os comentários são da exclusiva responsabilidade do utilizador