Sociedade

Região perde 26% da água da rede pública

11 nov 2017 00:00

“Novembro não vai ter muito mais chuva”

regiao-perde-26-da-agua-da-rede-publica-7549
Jacinto Silva Duro

Mesmo que a população e autarquias fizessem todos os esforços exigidos para poupar água, há sempre uma parcela significativa que irá continuar a perder-se. Falamos das fugas na rede pública, provocadas pelo mau estado das infra-estruturas ou outras situações imprevistas, como rebentamento de condutas.

Como o JORNAL DE LEIRIA deu a conhecer em Março, segundo um relatório elaborado pela associação ambientalista Zero a partir do Relatório Anual dos Serviços de Águas e Resíduos – 2016, cerca de 26% da água captada e tratada no território compreendido pelo distrito e concelho de Ourém, perde-se em fugas da rede de abastecimento.

Há até concelhos onde o valor se aproxima ou ultrapassa os 50%. Castanheira de Pera é o que tem a maior percentagem de “perdas reais” ou “fugas” (53%). Do outro lado do espectro, com menores perdas de água estão Nazaré (13%), Batalha (14%) e Alvaiázere (15%). Segundo o relatório, Leiria perde 26% de água, Marinha Grande 23%, Alcobaça 13% e Pombal 35%.

Baseado em dados disponibilizados pelo IPMA, Romeu Paz, fundador do site Meteoleiriaafirma que “em Outubro, choveu apenas 30% do valor que se considera normal e foi o mês mais seco dos últimos 20 anos”.

Este será o pior ano metereológico desde 2008
A estação do Meteoleiria, que opera desde 2008, regista “claramente, um ano abaixo da média”, em termos de precipitação. Para terminar o ano civil, ainda faltam Dezembro e o resto de Novembro, porém, salienta o fundador do Meteoleiria, “mesmo que chovesse dentro da média prevista, este será o pior ano desde 2008. Novembro, pelas previsões, não vai ter muito mais chuva.”

Romeu Paz diz que a seca poderia acontecer em situações "normais" mas o efeito das alterações climáticas agrava fortemente a situação.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO