Economia

Novas regras provocam queda de 72% nos processos de revitalização

16 fev 2018 00:00

Em vigor há pouco mais de seis meses, as novas regras do Processo Especial de Revitalização tornaram o acesso mais difícil

novas-regras-provocam-queda-de-72-nos-processos-de-revitalizacao-8137
Raquel de Sousa Silva

No terceiro trimestre do ano passado recorreram ao Processo Especial de Revitalização (PER) 120 empresas, número que traduz uma queda de 72% face às 433 que o fizeram em igual período de 2016, de acordo com os últimos dados divulgados pela Direcção-Geral da Política da Justiça.

O que explica estas descidas? O facto de a economia atravessar um período de retoma terá o seu peso, mas o principal motivo serão as novas regras aplicadas ao PER, que entraram em vigor em meados do ano passado.

Vieram tornar o mecanismo mais exigente, garantindo que as empresas que a ele recorrem têm efectivamente possibilidades de sobreviver e que o PER não é apenas uma ante-câmara para a insolvência. Ou seja, tornou-se mais difícil recorrer a este mecanismo, confirmam os administradores de insolvência ouvidos pelo JORNAL DE LEIRIA.

O Processo Especial de Revitalização “destina-se a permitir à empresa que, comprovadamente, se encontre em situação económica difícil ou em situação de insolvência meramente iminente, mas que ainda seja susceptível de recuperação, estabelecer negociações com os respectivos credores de modo a concluir com estes acordo conducente à sua revitalização”.

Agora, para que uma empresa possa recorrer ao PER para evitar um processo de insolvência é preciso que apresente uma declaração com menos de 30 dias, passada por contabilista certificado ou por revisor oficial de contas, atestando que não se encontra em situação de insolvência actual, à luz dos critérios previstos no artigo 3.º.

A isto soma-se o facto de ser obrigatório que pelo menos 10% dos credores (de créditos não subordinados) manifestem intenção de encetar negociações e de aprovar o plano de recuperação, que tem de ser apresentado na fase inicial.

“O facto de o PER se ter tornado mais exigente não facilita o acesso por parte das empresas”, diz Carlos Inácio. O administrador judicial de Alcobaça refere que as sociedades que a ele queiram recorrer têm agora de “estar em melhores condições” do que antigamente, quando muitas das que pediam um PER estavam já em grandes dificuldades.

Jorge Calvete, da Marinha Grande, afirma não ter sentido na sua actividade uma diminuição do número de processos de revitalização, porque já antes das novas regras “só aceitava casos em que a empresa apresentasse condições de ser recuperada”. Mas confirma que, no geral, houve uma quebra no número de entradas de processos em tribunal.

Para este administrador de insolvência, as mudanças não são necessariamente más. “O que acontecia é que antigamente muitas das empresas que recorriam ao PER estavam insolventes e com o processo ganhavam tempo para procurar uma solução”.

Com as novas regras, “os credores percebem que a empresa que recorre a este mecanismo tem hipótese de ser recuperada”. É que, entende, as alterações, que “podiam até ser mais rigorosas, vieram moralizar”.

Também o presidente da Associação Portuguesa dos Administradores Judiciais (APAJ) sublinha que o PER é agora “de muito mais difícil acesso” e que “há menos empresas a recorrer” a este meio de tentar resolver os seus problemas.

Citado pelo Jornal de Negócios, Inácio Peres explica que este mecanismo se tornou “muito mais exigente”, mas também ele vê nisso algo positivo. É que, tal como tinha sido desenhado, em 2012, o PER acabava muitas vezes por ser uma espécie de ante-câmara para a insolvência de empresas que tinham à partida uma morte anunciada.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO
EVENTOS