Sociedade

MP manda destruir fotos e vídeos de teor sexual do padre da Maceira

29 fev 2020 10:48

Investigação foi inconclusiva quanto à causa da morte do Padre Marco Brites. Processo de alegado homicídio simples arquivado

mp-manda-destruir-fotos-e-videos-de-teor-sexual-do-padre-da-maceira
Investigação revela vida sexual secreta mas não desvenda causa da morte

O que aconteceu ao padre da Maceira? A verdade continua por esclarecer. Finda a investigação da Polícia Judiciária (PJ), as dúvidas persistem. Depois de ouvir 42 testemunhas, analisar o computador e os telemóveis de Marco Brites, de 38 anos, e realizar perícias à sua habitação e veículo, a PJ não encontrou qualquer indício de crime.

Durante a investigação foi “apreendido diverso material informático, constatando-se imagens, fotos e vídeos de teor sexual pornográfico quer do falecido quer de terceiros, a manter relações sexuais”.

Antes de entregar o computador à Diocese, o MP ordenou a destruição desses conteúdos.

Além das imagens e vídeos encontrados no seu computador, também alguns testemunhos confirmaram que Marco Brites mantinha uma actividade sexual secreta, tendo uma das mulheres ouvidas admitido que o padre tinha uma relação afectuosa consigo e que teria referido que iria deixar o sacerdócio.

O seu marido, também ouvido pela PJ, descobriu o caso e terá avisado o padre que iria contar o relacionamento extra-conjugal ao bispo.

Outros relatos à PJ abordam a suspeita de desvios de dinheiro que teriam sido efectuados pelo padre que antecedeu Marco Brites na paróquia e que este teria denunciado à Diocese. Facto desmentido p

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.