Login
Esqueci a password

Se esqueceu o seu Username ou a sua Password envie-nos o seu e-mail e receberá os seus dados de acesso por e-mail.

Se não sabe que endereço de e-mail utilizou no seu registo, por favor contacte os nossos serviços através do nosso e-mail assinantes@jornaldeleiria.pt.

Para procurar palavras exactas utilize aspas. Ex: "Castelo de Leiria" "Jornal de Leiria"
Área restrita

A secção que pretende aceder é restrita a assinantes do Jornal de Leiria. Para se tornar assinante vá à área Assinatura.

Se já for assinante da edição impressa, pode registar-se na edição online, sem custos adicionais.

Caso já tenha um registo, efectue login.

Fiéis sentem-se incomodados com arrumadores e pedintes em Fátima

Sociedade

10 Agosto 2017

Fiéis sentem-se incomodados com arrumadores e pedintes em Fátima

GNR e Santuário de Fátima trabalham em conjunto para assegurar tranquilidade de quem visita Fátima.

Os fiéis que visitam Fátima e o Santuário sentem-se incomodados por arrumadores. Quem estaciona ou circula pelos parques de estacionamento do recinto e nos seus arredores é sistematicamente confrontado com o pedido de moeda.

O JORNAL DE LEIRIA constatou esse desagrado no local e percebeu que nem a presença da GNR é inibidora para os arrumadores. Mesmo sendo advertidos pelas autoridades, minutos depois voltam ao mesmo.

“Há pessoas que nos manifestam o desagrado [pela situação], mas mostram-se pouco colaborantes na apresentação de queixa formal”, admite o Santuário de Fátima, que insiste em que seja formalizada queixa junto da GNR, que tem sido alertada diversas vezes pela entidade religiosa para que afaste os pedintes e arrumadores da zona de culto.

O Santuário de Fátima acrescenta que “tem procurado junto das autoridades competentes – GNR - a resolução deste problema”.

Em resposta ao JORNAL DE LEIRIA, a GNR refere que se encontra a “trabalhar em colaboração com o Santuário na regularização” desta situação. No ano de 2016, a GNR revela que detectou sete infracções e até 31 de Julho deste ano, 15 infracções. Os autos elaborados foram enviados à entidade administrativa competente para instrução do processo que é a Câmara Municipal de
Ourém.

 

LER MAIS

Faça para ler a totalidade do artigo ou registe-se e aceda à versão integral deste texto

Elisabete Cruz
Redacção Elisabete Cruz elisabete.cruz@jornaldeleiria.pt






Os comentários são da exclusiva responsabilidade do utilizador