Desporto

Dodô, Kivan e Élcio querem ver Cabo Verde a imitar Portugal

16 jan 2020 11:25

Juve Lis é o clube mais representado na selecção de andebol de Cabo Verde na CAN, que começa esta quinta-feira

dodo-kivan-e-elcio-querem-ver-cabo-verde-a-imitar-portugal
Dodô, Kivan e Élcio acreditam numa boa prestação dos tubarões na CAN
DR

Há quatro anos que Dodô não vê a família. Deixou o Mindelo para jogar andebol na Europa e há três anos deixou o norte do País para se fixar em Leiria e na Juve Lis. “No início, faltou o abraço”, diz.

A saudade, tão presente nas mornas que se cantam na cidade onde cresceu, aperta-lhe o coração, mas encontrou uma nova família, que não é de sangue, mas que lhe vai aquecendo alma. “Não substitui, mas dá conforto.”

As redes sociais acabaram por mitigar as distâncias, mas Kivan, que chegou a Leiria dois meses após Dodô, não aguentou as distâncias e passou o último Natal e a passagem de ano na capital da ilha de São Vicente, em Cabo Verde.

No início da temporada, o contingente cabo-verdiano da Juve Lis aumentou para três, com a chegada de Élcio, o único de Santiago, ligado ao FC Porto e a rodar no segundo escalão.

Apesar do frio, que para alguém oriundo das ilhas da morabeza parece polar, sentem-se felizes em Leiria. “Está óptimo. Só colocava a família perto de mim”, admite Kivan. Eles fizeram o que tantos e tantos compatriotas tiveram de fazer e partiram à procura de novas e melhores oportunidades.

A nível andebolístico “foi um salto gigantesco”. “Nada tem que ver.” Estão a cumprir os objectivos e, “apesar de ser difícil”, alimentam o sonho de colocar a equipa de André Afra no patamar mais alto do andebol português.

Por estes dias trocaram o vermelho do clube pelo azul da selecção. Pela primeira vez, o país marca presença na mais importante prova continental da modalidade e a Juve Lis é o clube mais representado entre os convocados da delegação insular.

Após um estágio em Portugal, no Centro de Alto Rendimento do Jamor, o guarda-redes Élcio Fernandes, o pivot Kivan Dongo e o universal Edilson Morais, o tal Dodô, partiram para o loca

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO