Opinião

Para onde vamos?

22 mar 2018 00:00
jose-amado-da-silva-professor-universitario
José Amado da Silva, professor universitário

O adjetivo “lançados” é, porventura e infelizmente, certeiro, transmitindo uma direção à concretização dessas ameaças.

Meu Caro Zé,

A semana que passou foi marcada pela morte de Stephen Hawking, um físico que marcou a história da ciência e sobre o qual, nos últimos dias, muito tem sido dito.

É, por isso, estultícia da minha parte retomar o assunto, mas corro esse risco, procurando refletir não só sobre o físico, mas também, e principalmente, sobre a pessoa, reconhecendo, no entanto, ser quase impossível separar a pessoa do físico e vice-versa.

Começarei invocando, com a devida vénia, um cartoon de Luís Afonso no Público, em 15-03-2018 que relembra os alertas de Stephen Hawking sobre as ameaças que pairam sobre a humanidade: um vírus criado pela engenharia genética, uma guerra nuclear, uma inteligência artificial fora do controlo humano e o aquecimento global.

Sem prejuízo de admitir outras ameaças, importa salientar que aquelas que são enunciadas são todas causadas pela humanidade no seu conjunto, designadamente pelo seu comportamento. É por isso, de notável argúcia a resposta dada, no cartoon pelo Bartoon: “Eu diria que estamos bem lançados para qualquer delas.”

O adjetivo “lançados” é, porventura e infelizmente, certeiro, transmitindo uma direção à concretização dessas ameaças. Curiosamente, posto perante este cartoon, um dos meus netos, de 13 anos, comentou: “Acho que o cartoon é muito pessimista!”.

 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO