Opinião

Fim da hegemonia dos Estados Unidos

8 mar 2019 00:00

Até o papel do dólar como “moeda do comércio” é colocado em causa, como comprovam as recorrentes quedas nas bolsas americanas que acabam por afetar os mercados financeiros internacionais.

Parece que estamos de facto a assistir ao fim da hegemonia dos Estados Unidos da América como potência em termos comerciais, financeiros e até militares.

Os últimos números da Organização Mundial do Comércio (OMC) reforçam este cenário.

No passado ano o total de exportações foi de 2,263 triliões de dólares para a China, bem na frente dos Estados Unidos da América com 1,547 triliões e da Alemanha com 1,448 triliões de dólares.

Até o papel do dólar como “moeda do comércio” é colocado em causa, como comprovam as recorrentes quedas nas bolsas americanas que acabam por afetar os mercados financeiros internacionais que levam a pedidos de outros países para reformar o sistema financeiro internacional e encontrar uma alternativa ao dólar.

Há muitos países que propõem usar os direitos especiais de saque (DES) - instrumento monetário criado pelo Fundo Monetário Internacional, em 1969, para completar as reservas oficiais dos países membros, no dia 3 de março do presente ano 1 DES equivalia a 1,23 euros - como uma alternativa ao dólar.

Várias organiz

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.