Opinião

Era uma vez um castelo

5 set 2017 00:00
carlos-matos
Carlos Matos *

Era uma vez um castelo. Era uma vez um castelo que se erguia sobranceiro sobre a cidade.

Era uma vez uma cidade. Era uma vez uma cidade que crescera à volta desse castelo de era uma vez. Era uma vez, eram duas vezes, eram três... Era uma vez oito vezes!

Era uma vez 2010. Era uma vez um castelo apagado que se erguia sobranceiro sobre uma cidade cinzenta. Era uma vez uma cidade cinzenta que olhava o castelo de era uma vez sem que realmente o visse. Era uma uma vez uma praça no coração da cidade.

Era uma vez uma praça no coração da cidade e uma esplanada e um plano que se esgrimia entre um pequeno grupo de lunáticos sonhadores que olhava o castelo de era uma vez e o via.

Era uma vez uma cidade cinzenta que olhando o castelo de era uma vez sem que realmente o visse, o viu também! Era uma vez, eram duas vezes, eram três... Era uma vez oito vezes!

Era uma vez um castelo resgatado da penumbra. Era uma vez uma cidade iluminada. Era uma vez uma cidade iluminada pelo seu castelo sobranceiro resgatado da penumbra, vivo. Era uma vez as gentes da cidade.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO