Opinião

Bancarrota

20 fev 2017 00:00
leonel-pontes
Leonel Pontes

É bom lembrar que o mundo é um espaço plano, segundo Friedman, o que equivale por dizer que todos falamos com todos, todos somos vizinhos de todos, todos devemos a todos e todos temos a haver de todos.

Noam Chomsky, psico-filósofo norte-americano, ataca o capitalismo industrial e o socialismo de Estado precisamente pela sua falta de humanismo, dado o reiterado uso duma linguagem extravagante para exprimir pensamentos de verbo fácil que por isso mesmo tornou o mundo de controvérsias, de pensamentos vazios e de nulo interesse para os cidadãos quaisquer que eles fossem. 

Nunca se viu, pois, nem a história no-lo relata, que o mundo estivesse tão prestes a derrocadas, que podem ocorrer seja lá onde for, tendo por pavio o desbragado verbo como, por exemplo, o do actual presidente da América.

Porém, é bom lembrar que o mundo é um espaço plano, segundo Friedman, o que equivale por dizer que todos falamos com todos, todos somos vizinhos de todos, todos devemos a todos e todos temos a haver de todos.

Com efeito, todos temos o nosso dinheiro em simbiose com todos os espaços económicos e, por isso mesmo, todos somos afectados por via dessas derrocadas, posto que todos somos devedores a todos e de todos somos credores.

Leia mais na edição impressa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo.