Sociedade

Voto de pesar por morte de antigo vereador da Batalha

9 mai 2016 00:00

Nuno Repolho faleceu, no dia 5, em Angola, onde residia desde 2008.

voto-de-pesar-por-morte-de-antigo-vereador-da-batalha-4041

A Câmara da Batalha deliberou, por unanimidade, aprovar um voto de “profundo pesar” pelo falecimento de Nuno Repolho, antigo vereador da autarquia falecido no passado dia 5.

Em comunicado, o município recorda que Nuno Repolho “iniciou cedo o seu percurso político, tendo sido dos mais jovens vereadores que passaram pelo executivo municipal”.

Naquele voto de pesar, o ex-autarca é ainda lembrado pela sua postura de “grande sentido de responsabilidade, afabilidade no trato, sempre colaborante, interessado e empenhado, revelando-se posteriormente com um elevado sentido de empreendedorismo, o que o levou a partir para Angola, onde se dedicou à actividade empresarial”.

Natural de Alcaidaria, freguesia de Reguengo do Fètal, Nuno Repolho exerceu as funções de vereador entre 2002 e 2005. Nesse ano, foi cabeça-de-lista à Câmara da Batalha pelo CDS-PP, mas acabaria por não ser eleito.

Formado em Informática de Gestão pelo antigo ISLA - Instituto Superior de Línguas e Administração em Leiria e com uma pós-graduação em Consultoria Empresarial no ISLA em Lisboa, Nuno Repolho estava em Angola desde 2008.

Segundo o Jornal da Batalha, depois de trabalhar como consultor em várias empresas, criou, em 2010, o seu próprio negócio, a Cadenza LLC, com sede na Praia (Cabo Verde), que se dedica a consultoria em projectos de investimento e parcerias estratégicas em negócios.

Na noite do passado dia 1, o empresário confessou, através de um comentário que escreveu na sua página do facebook: “Parece-me que estou a ficar doente”. Descrevia ainda os sintomas que sentia: “dor de cabeça, frio e sono. Deve ser uma gripe a entrar!”. Acabou por falecer no dia 5. As causas da morte não foram reveladas. Desconhece também quando será transladado para Portugal.

EVENTOS