Sociedade

Vai à praia? Não saia de casa antes de consultar a lotação do areal

4 jun 2020 19:31

A ida à praia este Verão vai estar condicionada. O areal tem uma lotação máxima e foi criada uma aplicação que informará os utentes sobre o espaço ocupado

Máscaras, lotação do areal, distanciamento social e entradas e saídas opostas são algumas das novidades desta época balnear, que tem arranque a diferentes velocidades.

Para evitar a propagação pelo novo coronavírus, a Direcção-Geral d a Saúde emitiu algumas regras, que deverão ser cumpridas nas praias marítimas e fluviais.

O acesso às zonas balneares será limitado, tendo em consideração a capacidade de carga de cada praia e a distância entre zonas de sombreamento definidas pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Será obrigatório o uso de máscaras nos bares e restaurantes de apoio e não haverá actividades recreativas no mar como uso de gaivotas ou escorregas.

O cenário de toalhas quase umas em cima das outras dificilmente será observado.

Se acontecer, o Governo admite interditar a praia. Este ano, além das bandeiras que indicam o estado e a qualidade do mar e do areal, será exibida outra sinalização com a cor correspondente à lotação da praia.

Os turistas poderão ter acesso a esta informação antes de sair de casa, evitando deslocações desnecessárias. Através da app InfoPraia, disponível para descarregamento gratuito em qualquer smartphone, é possível ficar a saber a lotação da praia, assim como a qualidade da água e a temperatura do ar. Além de todas as restrições, o arranque da época balnear também difere entre praias do Norte, Centro e Sul e marítimas e fluviais.

Até quarta-feira de manhã, a APA apenas tinha divulgado a lotação das praias de Lisboa e Vale do Tejo (Oeste) e Algarve.

A praia da Nazaré tem uma capacidade potencial de ocupação até 17.100 utentes. É o areal com maior capacidade para acolher banhistas, segundo os dados divulgados pela APA, que ainda não tem informação disponível sobre as praias do Centro, nomeadamente nos concelhos de Leiria, Marinha Grande e Pombal.

“A Câmara não tem autoridade para dizer que não entra mais ninguém na praia. Isso é o que me preocupa. Os cidadãos têm o direito de usufruir da praia e quem é que vai dizer ao 17.101 que já não pode entrar?”, questiona Walter Chicharro.

O presidente do Município da Nazaré não  as contas da APA para encontrar a lotação máxima da praia. “Num ano normal podemos ter 30/40 ou 50 mil pessoas no areal. Não percebo qual foi a fórmula para chegar aos 17.100. Há muita área na praia e não apenas as zonas concessionadas. Será que foi esse o

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.