Viver

Uma espécie de super banda e um festival em São Pedro de Moel

26 ago 2016 00:00

Minta & The Brook Trout num programa com música, poesia, debates, actividades para a infância e passeios na mata nacional.

uma-especie-de-super-banda-e-um-festival-em-sao-pedro-de-moel-4859

Slow, terceiro álbum do colectivo Minta & The Brook Trout, ainda a navegar no universo da folk e do rock, é apresentado sexta-feira, dia 26 de Agosto, no Vale de São Pedro de Moel, depois das 22 horas.

E não duvidem: é dos momentos a não perder no cartaz 2016 do Festival Afonso Lopes Vieira (que decorre até domingo naquela praia do concelho da Marinha Grande com poesia, debates, actividades para crianças, passeios pedestres e oficinas).

Em palco, uma espécie de super-banda à portuguesa. Para facilitar, porque as ligações são muitas, e cruzadas, digamos que Francisca Cortesão (voz e guitarra), Mariana Ricardo (baixo), Margarida Campelo (teclados) e Tomás Sousa (bateria) também colaboram (sozinhos ou a dois) nos projectos You Can't Win Charlie Brown, Julie & The Carjackers e They're Heading West, todos bem conhecidos de quem segue a cena alternativa nacional.

E depois há Bruno Pernadas, o homem da guitarra eléctrica nos Minta, que em 2014 surpreendeu o país, em nome próprio, com o disco de estreia, How Can You Be Joyful in a World Full of Knowledge?

A música ao vivo volta a ouvir-se no sábado, dia 27, pelas 23:30 horas, durante o concerto de Rapaz Improvisado marcado para a Casa Museu Afonso Lopes Vieira.

Outros destaques do programa: Para acabar de vez com a cultura (conversa no Hotel Mar & Sol, dia 26, às 18 horas), música para bebés e crianças (no Espaço Bambi, dia 27, às 16:30 e 17:30 horas, respectivamente), O Copo (espectáculo de Paulo Condessa e Nuno Moura, dia 27, na Casa Museu Afonso Lopes Vieira, 22 horas) e O Pinhal Mágico (um passeio pedestre poético através da mata nacional, com início às 11 horas de dia 28).

EVENTOS