Viver

Tudo o que sempre quiseste saber sobre os 'stormtroopers' de 'Star Wars'

28 dez 2017 00:00

São humanos, andróides ou clones? Cada stormtrooper tem a sua própria identidade, nome, corte de cabelo, tatuagens e personalidade?

tudo-o-que-sempre-quiseste-saber-sobre-os-stormtroopers-de-star-wars-7884
Jacinto Silva Duro

Este artigo foi originalmente publicado na VICE USA e VICE Portugal

Texto: Seth Ferranti

Beyond the Armor Com Os Últimos Jedi já nos cinemas, a saga Star Wars volta a estar sob os holofotes. E juntamente com a devoção dos fãs em torno do mais recente filme da série, o fantástico novo livro Star Wars Stormtroopers: Beyond the Armor apresenta- nos um mergulho profundo na evolução de alguns dos seus personagens mais icónicos: os stormtroopers.

Das versões sem rosto ou nome do Guerra das Estrelas original de 1977, ao Finn de John Boyega, em O Despertar da Força, há muito mais sob os capacetes do que aquilo que até os mais fervorosos fãs esperariam. Eles são humanos, androids ou clones?

Cada stormtrooper tem a sua própria identidade, nome, corte de cabelo, tatuagens e personalidade? Como é que surgiram? Para saber mais, falei com os autores do livro, Ryder Windham e Adam Bray, de forma a tentar descobrir como um aparentemente ilimitado rol de soldados representa um símbolo universal de opressão, como o conceito original de Ralph McQuarrie evoluiu para as personagens, banda desenhada e brinquedos e como os stormtroopers se tornaram um símbolo de Star Wars.

VICE: Como se envolveram no projecto?
Adam Bray: É mais ou menos uma sequência de um projecto anterior, que o meu co-autor fez sobre Darth Vader. A editora precisava de um segundo autor e o editor-executivo anterior da Lucasfilm, John Rinzler, recomendoume para o projecto. Começámos um pouco antes de O Despertar da Força chegar aos cinemas – estive envolvido nisto por dois anos.

Rider Windham: Gostei muito de trabalhar no livro sobre Vader, portanto agarrei esta oportunidade de escrever sobre os stormtroopers.

A quanto material tinham acesso?
Há uns 20 anos que tenho vindo a trabalhar em livros sobre Star Wars e tenho uma biblioteca extensa de livros e revistas. Também entrevistei artistas e escritores que influenciaram o desenvolvimento dos stormtroopers na forma como estes aparecem nos ecrãs e na banda desenhada. A minha editora tinha acesso aos arquivos da Lucasfilm e encontrou a maioria das imagens que pedi.

De que forma é que os primeiros conceitos e arte dos stormtroopers se relacionavam com o que foi apresentado no ecrã?
Bray:
Os designs originais que Ralph McQuarrie fez eram bastante retro. Houve alguma evolução – mesmo no filme Star Wars– mas o merchandising recente voltou aos designs mais antigos. Vês coisas nos novos projectos de Star Wars que usam designs originais inéditos do primeiro filme. Em Star Wars Rebels, eles têm uma nova classe de pilotos do Império que fazem os transportes das tropas e walkers estilizados – vieram de designs nunca usados de McQuarrie. Em Rogue One, os Death Troopers não são uma cópia exacta dos designs de McQuarrie, mas baseados nas suas ideias originais – uma combinação dos primeiros stormtroopers e ideias para Darth Vader que não foram usadas na época.

O personagem recém-introduzido, Finn, pode levar a ideia dos stormtroopers para uma direcção diferente?
Sim. É a primeira vez num filme que vemos um stormtrooper tirar o capacete e ser humanizado. Era algo de que a Lucasfilm tinha consciência, especialmente nos projectos modernos de Star Wars – que eles nunca tiravam o capacete. Tentavam intencionalmente manter a sua identidade em segredo, mas com Finn vimos a pessoa real por detrás da máscara e essa é parte da sua busca pessoal por redenção – tentando mudar a sua vida e encontrar um novo caminho.

Como foi que os stormtroopers se tornaram o rosto de Star Wars?
De muitas maneiras, sempre o foram. São os soldados icónicos do Império. Eles e Darth Vader são os símbolos mais facilmente reconhecíveis de Star Wars. Cada novo filme ou série animada tenta introduzir um novo trooper à lista e, claro, temos alguns novos no filme mais recente: os Troopers Executores. Tentaram evoluir um pouco e expandi-los em cada projecto. Acho que continuam a ser um dos designs mais fundamentais de Star Wars – mesmo no novo filme de Han Solo, espero ver novos troopers.

Os stormtroopers sempre me fizeram lembrar os nazis: soldados perfeitamente mecânicos. Achas que era essa a intenção de Lucas
A intenção original de George Lucas para o Império era a de que que eles eram os vilões. Não são tolerantes, são opressores. Todos os imperiais são homens brancos ingleses. Acho que, artisticamente, era uma tentativa de mostrar que eram muito imperialistas e intolerantes.

O que mais vos surpreendeu ao trabalharem neste livro?
Windham:
A resposta à publicação do livro tem sido fenomenal. Estava confiante de que os fãs de Star Wars iam gostar do livro, mas muitos membros da 501st Legion [um grupo internacional de cosplayers de stormtroopers] disseram- me que há anos que desejavam um livro destes.

Bray: Aprendi muito sobre brinquedos e como eles foram importantes, não só para Star Wars, mas para o próprio desenvolvimento do stormtrooper. Uma das primeiras séries animadas desde a sequência foi The Clone Wars, da Cartoon Network. Foi a Hasbro, na verdade, que começou a série. Eles abordaram a Lucasfilm e disseram “queremos continuar com Star Wars entre os filmes para vender brinquedos. Temos esta ideia para uma série animada que acompanha os troopers clones durante a guerra e temos um óptimo realizador com quem já trabalhámos. Aqui estão os nossos designs de como os troopers clones seriam e aqui estão os brinquedos que queremos fazer”. Em Star Wars Rebels, o estilo de animação foi baseado nas action figures originais da Kenner dos anos 80. Na verdade, a Hasbro comprou a Kenner há uns 15 anos. Os troopers de Rebels são baseados nos bonecos de stormtrooper da década de 1980. Basearam todo o estilo nesse modelo para a série animada. É muito interessante continuar a descobrir exemplos de como os brinquedos realmente afectam o Star Wars contemporâneo.

O que querem que os leitores retirem deste livro?
Windham
: Espero que os leitores apreciem que os stormtroopers não se materializaram do nada. Artistas conceptuais como Ralph McQuarrie criaram o visual dos stormtroopers para o Guerra das Estrelas original. Brian Muir esculpiu a armadura original dos stormtroopers e a falecida Liz Moore esculpiu o capacete. Os fãs de Star Wars devem dar-lhes a eles todo o crédito que merecem. O meu co-autor escreveu a parte do livro sobre a 501st Legion, que é uma organização de caridade sem fins lucrativos de cosplayers de stormtroopers e esperamos que os fãs também apoiem a 501st.
Bray: Espero que aprendam alguma coisa – e acho que vão aprender, desde os fãs casuais, até aos membros mais hardcore da 501st. Espero que as pessoas aprendam a história e se entusiasmem com os bastidores. É a nostalgia que atrai as pessoas para Star Wars. Espero que fiquem mais ansiosas pelos filmes, pela produção dos filmes, pelosos figurinos e tudo o que entra nas produções.

Este é o livro definitivo sobre os stormtroopers?
Windham:
Não, este livro só é definitivo agora. Como eu vejo as coisas, a Disney-Lucasfilm vai produzir filmes Star Wars indefinidamente, portanto, provavelmente, nunca vai haver uma história completa de Star Wars e dos stormtroopers. A história está em andamento e os stormtroopers são para sempre