Sociedade

Sede do PSD vandalizada na Marinha Grande (Actualizada)

25 jan 2016 00:00

Edifício foi grafitado durante a noite

sede-do-psd-vandalizada-na-marinha-grande-actualizada-2903

A sede do PSD da Marinha Grande foi vandalizada durante a noite passada.

Na sua página pessoal de facebook, Margarida Balseiro Lopes, deputada municipal pelo Partido Social Democrata, deixa uma mensagem:

"Os muros bem podem cair que na Marinha Grande ainda se conservam práticas do antigamente. Os que mais apregoam a liberdade e a Democracia são aqueles que não convivem bem com nenhuma delas.

E porque o Povo é quem mais ordena, nós vamos apagar o vandalismo desta noite contra a Nossa Sede. Mas quem fez isto não vai conseguir apagar o resultado humilhante que tiveram na Marinha Grande nem a vitória de Marcelo Rebelo de Sousa".

Em nota de imprensa, a Comissão Política de Secção (CPS) do PSD da Marinha Grande denunciou que já apresentou queixa na PSP da cidade.

“Nos tempos de hoje já não estava a contar com isto”, lamentou o presidente da CPS, Pedro Silva.  “Afinal, há métodos que continuam 'velhos', apesar da censura que as urnas têm vindo a registar nos últimos atos eleitorais. O que preocupa a CPS não são as frases grafitadas nem o sectarismo primário que encerram, afinal coisas a que os marinhenses se habituaram quando encontraram (e continuam a encontrar) as suas casas, muros e equipamentos públicos vandalizados pela calada da noite, sob a capa de liberdades que por serem tão 'amplas' e irresponsáveis, criam a revolta que as urnas expressam”, acrescenta ainda uma nota da Concelhia do PSD. 

Considerando um acto de “cobardia”, “protegida pela noite” que impede a identificação dos autores destas “façanhas”, a Concelhia do PSD considera que estes actos devem ser reduzidos “à sua verdadeira expressão – uma minoria de vândalos que não pode ser confundida com a esmagadora maioria dos marinhenses, nem com as suas instituições representativas, para quem o debate e o confronto político tem vindo a ganhar formas mais civilizadas dos que uma lata de spray”.  

Na mesma nota, a Concelhia do PSD garante que “não se deixa condicionar por essas frases nem pelas intenções com que são pintadas, apesar dos danos materiais que provocam”.

“Temos um projecto, estamos a trabalhar nele e acreditamos que o futuro da Marinha Grande seja diferente do seu passado, sobretudo o que se manifesta nestas irrelevantes frases com que foram brindadas as paredes da nossa sede.”

Notícia actualizada às 16:30 horas.

EVENTOS