Sociedade

Saúde mental: Viver a doença com liberdade e humanismo

3 jan 2019 00:00

Quando os cuidados de saúde mental vão a casa do doente.

Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Fotografia: Ricardo Graça
Maria Anabela Silva

Ter o doente na comunidade “o mais estável possível”, “longe do internamento hospitalar”, é um dos objectivos do PsiCom, um projecto de psiquiatria comunitária que começou este ano a ser desenvolvido no Centro Hospitalar de Leiria (CHL).

O JORNAL DE LEIRIA acompanhou o trabalho de uma das equipas, um trabalho de proximidade e de humanismo. E conhecemos Sérgio, um utente com um longo historial de internamentos que, graças a uma rede de apoio, está a conseguir autonomizar-se. Vive sozinho, mas não está só.

Leia aqui a reportagem

Psiquiatria: viver a doença com liberdade e humanismo

 

EVENTOS