Desporto

Recorde mundial ou a versão nazarena de onde está o Wally?

25 jan 2018 00:00

Dúvida | Desde a CNN, passando pela BBC, todos os meios de comunicação deram destaque ao feito de Hugo Vau, que na quarta-feira da semana passada terá surfado uma vaga de 35 metros na Praia do Norte.

recorde-mundial-ou-a-versao-nazarena-de-onde-esta-o-wally-8013

Se a marca se confirmar, o recorde de Garrett McNamara será estilhaçado, mas há um problema: não há imagens nítidas do surfista a cavalgar a onda.

O fenómeno deu a volta ao mundo. Em todo o lado, os telejornais abriram com a vaga gigantesca que Hugo Vau surfou na passada quarta- feira, na Praia do Norte. Falou-se que a Big Mama, como ficou conhecida a onda, chegou aos 35 metros.

Se se confirmar, o recorde do Guinness de McNamara será arrasado. O feito será memorável, mas há uma terra no mapa onde muitos locais não estão a achar grande piada ao que se está a passar. É precisamente na Nazaré, a vila onde tudo aconteceu, que há muitas pessoas insatisfeitas com o que se tem dito e principalmente escrito.

Dizem, até, que se trata de “uma vergonha para a vila”. E porquê? Porque não acreditam em D. Sebastião. O dia 17 de Janeiro foi de intenso nevoeiro e nas filmagens disponibilizadas só se constata o surfista no início da onda, ainda ela “não tinha mais do que dez metros”. Depois, vê-se uma enorme massa de água, passível de bater o recorde de Garrett McNamara, o problema é que “Hugo Vau não se vê”.

A própria página oficial da Praia do Norte no Facebook, dinamizada pela empresa municipal Nazaré Qualifica, mete alguma água na fervura. “Devido às condições climatéricas não é clara a posição do surfista na fotografia e ainda não existem medições oficiais da onda.

O eventual recorde terá de ser homologado pela World Surf League e, posteriormente, pelo Guinness World Records.” Nos últimos dias, as redes sociais foram invadidas com partilhas do vídeo e as mensagens de congratulação dedicadas ao surfista português têm sido mais do que muitas.

“Orgulhoso de ti, Vau”, escreveu Jorge Leal, o autor das imagens e o spotter que indicou que aquela onda era imperdível. “Vi, provavelmente, a maior onda surfada na Nazaré por Hugo Vau.”

E acrescentou: “condições difíceis, mas a perseverança desta equipa portuguesa incrível foi sem palavras. Ficámos, sentámo-nos e a Big Mama chegou”. Também Garrett McNamara, o autor do actual recorde de 23,77 metros, deixou nas redes sociais palavras de apreço para o seu “irmão de outra mãe”.

“É incrível que tenha montado este monstro. Se alguém merece esta bomba é o Hugo”, salientou.

Provas
O lobby está, pois, montado, só que para Hugo conseguir validar o recorde mundial terá de conseguir mais e melhores registos do evento, porque o que se vê nos existentes prova muito pouco. Assim sendo, já circula nas redes sociais um pedido para que fotógrafos que tenham imortalizado o momento disponibilizem as imagens captadas.

Sem elas, dificilmente irão a World Surf League e o Guinness World of Records poder validar aquela onda como a maior de sempre. Em declarações à SIC, Hugo Vau disse ser esta uma “história de persistência” e de “trabalho de equipa” em português, com Alex Botelho, Marcelo Luna e Jorge Leal.

“Foi fora do normal e claramente acima da média. Será feita uma medição, mas não há um método científico. Mas acaba por ser um pouco irrelevante” Hugo Vau

“Estivemos sozinhos cerca de três horas na praia do Norte devido às condições adversas”, mas que acabaram por proporcionar “a mítica Big Mama”, onda por que esperavam há cerca de sete anos.

“São precisas condições muito específicas de maré, de tamanho de ondulação para que a onda rebente naquele local”, explicou o português. "Fiquei com a noção do tamanho pelo sí

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO
EVENTOS