Viver

Reclusos de Leiria "escapam" da prisão recorrendo à dança, teatro, hip-hop e vídeo no Teatro José Lúcio da Silva

21 nov 2019 15:44

Projecto Ópera na Prisão da SAMP ajuda jovens reclusos do Estabelecimento Prisional de Leiria na reintegração e abre portas de futuro

reclusos-de-leiria-escapam-da-prisao-recorrendo-a-danca-teatro-hip-hop-e-video-no-teatro-jose-lucio-da-silva
Projecto SAMP apostou, este ano, na dança, teatro, hip-hop e vídeo
Ricardo Graça

A obra Só Zerlina ou Cosí fan Tutte, em 2016, no primeiro projecto Partis Don Giovanni 1003 Leporello 2015, colocou o Ópera na Prisão na mira do mundo.

O programa artístico da SAMP realizado com mais de uma centena de jovens da Prisão Escola de Leiria, financiado pelo Programa Partis da Fundação Calouste Gulbenkian, Portugal Inovação Social e Fundação Caixa Agrícola de Leiria mostra, no sábado, dia 23, às 16 horas, o resultado do seu terceiro ano de trabalho.

Em 2019, os jovens detidos trabalharam com a Escola de Dança Clara Leão, o Leirena Teatro e a Casota Collective, desenvolvendo residências artísticas de dança, teatro e audiovisual no que será o “Pavilhão Mozart”, espaço para criação artística permanente dentro do EPL-J e aberto à comunidade exterior.

No palco do José Lúcio da Silva, haverá dança, teatro e música, fruto das residências artísticas com a escola de dança, a companhia de teatro e com a produtora audiovisual de Leiria.

Durante o espectáculo, serão, ainda, ouvidas algumas das árias ensaiadas da ópera Cosí fan Tutte, de Mozart. Todo o valor da bilheteira reverterá para os jovens reclusos participantes no projecto.

EVENTOS