Economia

Racentro investe em secador para reduzir importações de milho

21 dez 2017 00:00

Ampliação de fábrica de Monte Redondo custou dez milhões de euros

racentro-investe-em-secador-para-reduzir-importacoes-de-milho-7862
Raquel de Sousa Silva

O investimento de dez milhões de euros inaugurado na semana passada na Racentro vai permitir à empresa de Monte Redondo crescer 50%, passando a ter uma capacidade de produção mensal de alimentos compostos para animais de 60 mil toneladas.

Do projecto fez parte a instalação de um secador de milho, à disposição dos agricultores nacionais, equipamento que permitirá reduzir a importação deste cereal, apontam os responsáveis da empresa.

Com este investimento, a Racentro passa a fazer a moagem individual das matérias-primas, o que permite obter o tamanho de partícula ajustado a cada uma das fases da vida produtiva dos animais. “E inova com a implementação de um processo de tratamento térmico, no qual a ração é submetida a uma alta temperatura por forma a garantir a destruição de todos os micro-organismos patogénicos”, explica um comunicado da empresa do Grupo Lusiaves.

O investimento da Racentro passou ainda pela instalação de um dos maiores secadores de milho do país, com uma capacidade de secagem de 1200 toneladas por dia. “Uma aposta no milho nacional que irá diminuir as importações deste cereal”, até porque o equipamento está também à disposição dos agricultores portugueses. Em 2017, a secagem de milho verde representará 14% do total de milho consumido na Racentro.

“Ao realizar este investimento, o Grupo está a reforçar a liderança nacional que a Racentro tem neste sector. Trata-se da mais avançada e automatizada unidade fabril, deste mercado, com recurso a tecnologia 4.0”.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO