Viver

Procura-se Bota Botilde

12 fev 2019 00:00

Era a mascote do concurso de televisão 1, 2, 3, apresentado por Carlos Cruz, nos anos 80, e um caso sério de popularidade, produzido em Leiria.

O Museu de Leiria precisa da sua ajuda. Nas redes sociais, o espaço expositivo municipal de Leiria anunciou que procura uma Bota Botilde. "Caso a tenha ou conheça alguém que tenha, contacte-nos através do endereço de correio electrónico museudeleiria@cm-leiria.pt ou pelo telefone 244 839 677", pode ler-se no anúncio do museu.

O Museu de Leiria irá receber este ano a PlastiCidade - Uma História dos Plásticos em Portugal, grande exposição evocativa do passado pioneiro da cidade e dos seus empreendedores, no mundo dos moldes e plásticos, e esta é uma das peças históricas desse tempo. 
 

"A Bota Botilde tornou-se um dos maiores símbolos dos anos 80 no nosso país, seja na sua versão televisiva como mascote do programa 1,2,3, seja na versão brinquedo que deu origem a uma boa variedade de merchandising. Quem não andou aos pulos com uma destas no seu pé? Criada por Jaime Aguillo em 1983, foi também mascote no programa espanhol, apesar de não ter tido o mesmo sucesso que teve no nosso país, onde aparecia logo no genérico cantando a música do programa. Apesar de ser um dos prémios menos desejados pelos concorrentes, eram muitas as crianças cá fora que a queriam e por isso exista diverso merchandising para satisfazer essa procura."
Hugo Silva - Blogue: Ainda sou do Tempo

Entre 1930 e 1980 as empresas de plásticos de Leiria e Marinha Grande ocuparam posição cimeira na produção de brinquedos em Portugal, como a Bota Botilde, o Cubo Mágico e o Subbuteo.
 
EVENTOS