Sociedade

Orlando Cardoso, escritor: “Capital Europeia da Cultura? É uma intenção que não vai dar em nada”

19 out 2017 00:00

“É um disparate dizer que Leiria tem pretensões de ser ‘a terceira cidade do País’. Antes dela, há Aveiro, Coimbra e Viseu, só na zona Centro."

orlando-cardoso-escritor-capital-europeia-da-cultura-e-uma-intencao-que-nao-vai-dar-em-nada-7393
Jacinto Silva Duro

Que outras pessoas conhecidas fizeram parte do seu círculo de amigos, além de António José Saraiva?
Recordo-me de Miguel Franco, com os seus óculos grossos, na loja de electrodomésticos que existia no sítio onde é agora a Livraria Arquivo. Na verdade, não havia muitos intelectuais na cidade, quando eu era jovem. Leiria começou a ser mais frequentada após o 25 de Abril. Outra coisa curiosa era a quantidade de "capelinhas" que existiam, além de se notar que havia uma separação entre o campo e a cidade. À medida que os anos foram passando, isso foi-se diluindo, mas até se notava nas escolas. A Rodrigues Lobo, hoje, ainda tem o tique de ser "o liceu". É uma secundária como a Domingos Sequeira, mas essa é a "escola comercial". Havia a livraria Martins e mais uma ou outra dedicada a materiais de papelaria. O senhor Martins era "o livreiro" da terra. Leiria nunca foi um meio intelectual efervescente. Ainda não o é. E isso é um problema, porque a cidade, e o concelho, têm mais pernas do que cabeça. É um disparate dizer que Leiria tem pretensões de ser “a terceira cidade do País”. Antes dela, há Aveiro, Coimbra e Viseu, só na zona Centro.

Num cenário regional assim, o que lhe parece uma candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura?
É uma intenção que não vai dar em nada. Deu alguma discussão, mas já ninguém se lembra do assunto. O País é pequeno e Leiria não tem peso... Fazem-se coisas interessantes na cidade, mas o que sinto é que são mais as pessoas envolvidas nelas, a organizarem-nas, do que a desfrutar. As associações e o movimento associativo têm feito um trabalho notável nos últimos anos. Não tem sido a Câmara.

É preciso ser a Câmara a liderar?
O papel da autarquia não é conduzir- nos, é apoiar o que se faz. Participei, com o meu irmão e Dias Coelho, na organização de uma exposição sobre o século XX que decorreu no antigo edifício do Banco de Portugal, em Leiria, e que, para mim, foi a melhor coisa deste tipo que se fez em Leiria até hoje. Foi em 2000 e era véspera de eleições. Resolvemos esperar pelo  

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO