Sociedade

O olhar melancólico sobre a Mata de quem foi mestre florestal

9 dez 2017 00:00

António Raimundo Soares dedicou toda a sua vida ao pinhal

o-olhar-melancolico-sobre-a-mata-de-quem-foi-mestre-florestal-7768
Daniela Franco Sousa

É natural da Burinhosa, mas é na Marinha Grande, no Bairro de Pedreanes, que António Raimundo Soares passa o dia. O dia de hoje e todos os dias das últimas décadas. Afinal, foi ali que trabalhou e é ali que reside, à beira do Pinhal de Leiria, o antigo mestre florestal.

António Raimundo Soares nasceu a 9 de Março de 1935. É o segundo filho de um casal de humildes trabalhadores do campo, que moravam com as suas seis crianças na Burinhosa, no concelho de Alcobaça. A família alargada e as parcas posses do agregado familiar não permitiram que António se alongasse nos estudos.

O menino gostava de ler, nunca reprovou na escola, mas não teve alternativa se não começar a trabalhar dias depois de ter completado 11 anos.

[p
Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.