Viver

Nuno Granja, presidente da ecO: A música "é um amor para a vida toda. Como os amores a sério devem ser"

14 jan 2018 00:00

Cinema, banda desenhada, remo e engenharia na Impressão Digital desta semana.

nuno-granja-presidente-da-eco-a-musica-e-um-amor-para-a-vida-toda-como-os-amores-a-serio-devem-ser-7926
Nuno Granja, presidente da ecO
Foto de Ricardo Graça

Agora que passam 10 anos daquela primeira Mostra de Banda Desenhada, Ilustração e Cinema de Animação de Leiria, que vírus faz falta libertar na cidade? 
Talvez faça falta não matar os vírus que já andam à solta, e dar-lhes condições de se multiplicarem. Quando escolhemos VÍRUScomo nome para essa mostra, o conceito era precisamente que o "bichinho" alastrasse. 

Há algum anti-vírus eficaz ou ser voluntário numa associação é mesmo doença crónica? 
É um projecto e uma vontade. E prazer. E vício. Mas outros projectos virão, dentro ou fora da associação, porque o importante é não estagnar. Os vírus têm essa característica: replicam-se, adaptam-se, sofrem mutações e de repente... temos uma epidemia. Ou pelo menos tentamos. 

A cultura dá mais trabalho do que capital? 
Fazer uma capital é fácil. Temos orçamento? Já a cultura... 

Onde espera estar em 2027? 
Numa quinta energeticamente autónoma, a cultivar a minha própria comida, de forma sustentável, com a minha família, dois filhos, outros tantos cães e três gatos. Talvez uma ovelha. Longe o necessário da cidade para respirar ar puro, perto o suficiente de uma capital da cultura, aconteça ela onde acontecer. Sonhar é de borla, não? 

Em Leiria há sumo para uma boa história aos quadradinhos? 
Uma ideia engraçada era convidar uns quantos artistas de fora para uma residência em Leiria, e deixá-los escrever e desenhar sobre os "leirianos". Da comédia ao terror, passando pelo experimental e psicadélico, era ver os quadradinhos a saltar... 

Quem é que inspirava um bom super-herói? 
Sempre fui mais de anti-heróis.

Imagine que fica preso no ascensor para o castelo. Que banda desenhada escolhe para passar o tempo? 
Preferia usar as escadas, pode ser? É que tenho dificuldade em escolher BD para passar o tempo. Sou daqueles totós que acha que a banda desenhada é uma coisa muito séria (mesmo quando é a brincar). 

Vilão favorito. 
Desde que seja maquiavélico, louco e sanguinário para mim está bem. 

Com que personagem mais se identifica? 
Agora não me identifico muito com personagens de ficção, lamento. Mas quando era puto, daria tudo para ser o Batm

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.