Sociedade

Novo mercado terá uma pala e custará cerca de quatro milhões

17 mai 2018 00:00

O projecto de requalificação do mercado municipal, aprovado na terça-feira, prevê uma pala no exterior para acolher os produtores locais. As obras avançarão no próximo ano.

novo-mercado-tera-uma-pala-e-custara-cerca-de-quatro-milhoes-8676
Maria Anabela Silva

A concentração dos vendedores num único espaço – piso térreo do bloco poente –, a passagem dos produtores locais que estão na cave para o exterior do edifício, debaixo de uma pala a criar junto ao alçado Sul (virado para a rotunda de acesso ao estádio) e a instalação de startup no piso superior são algumas das propostas do projecto de requalificação do mercado municipal de Leiria, aprovado na terça- feira, com a abstenção dos vereadores do PSD.

As obras avançarão no próximo ano e custarão cerca quatro milhões de euros, verba que não contempla a requalificação interior do edifício nascente, onde funciona o centro associativo e os talhos, que terá apenas intervenções ao nível das fachadas e cobertura e pequenas obras para acolher o mercado provisório.

De acordo com os autores do projecto, elaborado pela MKC Market Consulting, um gabinete “especializado” em mercados, a proposta de intervenção pretende, além da modernização das instalações, introduzir actividades complementares ao mercado, que “chamem público e gerem novas dinâmicas, e promover a sua integração com a envolvente.

Segundo o projecto aprovado, a cave do edifício poente, onde actualmente estão instalados os produtores locais de fruta e hortícolas em condições “insalubres”, servirá, depois de totalmente remodelada, para zonas de carga e descarga, aprovisionamento e áreas técnicas e de apoio aos produtores. Haverá ainda área para estacionamento público.

O piso térreo desse bloco será o “coração” do mercado, onde ficarão concentrados todos os operadores. “A dispersão por vários espaços, como acontece actualmente, provoca a dispersão de clientes”, defende a equipa projectista, frisando que a proposta de intervenção assegura a autonomização do mercado em relação às actividades a decorrer no restante edifício. 

O projecto prevê ainda que todas as lojas tenham montra para o exterior e para dentro do mercado e que a distribuição dos operadores no interior seja feita por 'ilhas' – peixe, hortofruticultura e floricultura –, sendo que na zona do pescado haverá um sistema de ventilação e extracção, para “minimizar os cheiros”.

3,9 milhões de euros 
é a estimativa de custo da requalificação do mercado municipal de Leiria, verba que não inclui a intervenção no interior (à excepção dos balneários) do bloco nascente, onde está o centro associativo 

​6.800 metros quadrados de área a intervencionar no interior do edifício poente, enquanto no exterior será abrangida uma área de 2500 metros quadrados, estando prevista a reabilitação integrar das fachadas dos dois blocos e a substituição cobertura existente, ainda em amianto

No piso térreo está também prevista uma zona de esplanada, para cafetaria e restaura&

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.