Economia

Negócios em Portugal não são tourada

24 jun 2016 00:00

Think Conference juntou em Leiria empreendedores de sucesso e startups de milhões de euros.

negocios-em-portugal-nao-sao-tourada-4475
Jacinto Silva Duro

Ao encerrar do primeiro dia da Think Conference, em Leiria, evento que juntou alguns dos melhores empreendedores e especialistas nacionais nas áreas do Empreendedorismo Digital, Marketing Digital, Social Media e empreendedores de sucesso, responsáveis de startups avaliadas em milhões de euros, youtubers e profissionais do meio digital, o “tubarão” Tim Vieira falou.

O empresário conhecido do público por apoiar ideias e negócios no programa televisivo Shark Tank, lançou mão de outro animal para alicerçar algumas ideias base da sua intervenção. Foi com uma analogia entre as touradas e os negócios em Portugal que conquistou a atenção.

Depois de ter afirmado que, de marketing digital percebia pouco, partilhou a sua visão de negócios e experiências no mundo empresarial, recordando a primeira vez que levou alguns amigos, jogadores de râguebi a uma tourada.

Quando chegou o momento de os forcados fazerem uma pega de caras, os entroncados companheiros nem queriam acreditar que os rapazes franzinos, à frente dos seus olhos, iam tentar agarrar o touro apenas com as mãos.

“Ficaram muito atentos ao longo das três tentativas, até que, combalidos, conseguiram agarrar touro à quarta vez. Um dos meus amigos, muito forte e com mais de dois metros de altura disse: ‘isto é incrível! Nunca tinha visto uma coisa assim’. E eu disse: ‘os portugueses são assim. Imagina se jogássemos râguebi!’”

O empresário contou que, sempre que os forcados caiam, o público batia palmas e incentivava-os a levantaremse… Era um bom augúrio, pensou. Começou a fazer negócios em Portugal e percebeu que aquele mundo não é uma tourada.

“Quando as pessoas falham, os outros batem palmas porque não querem que elas se tornem a levantar. Não partilham nada e a alma é o segredo do negócio. Ninguém nos ajuda. É uma grande diferença do meio de onde eu tinha vindo, onde os empresários tentavam e falham e voltavam a tentar.”

Maior evento de marketing digital

Regina Santana, juntamente com Paulo Faustino, é uma das responsáveis da Get Digital, empresa de Leiria que organizou a Think Conference, evento que teve como parceiro de media o JORNAL DE LEIRIA. Foi esta empresária que teve a ideia de criar um evento que juntasse os melhores especialistas do empreendedorismo digital com pessoas com ideias potenciais de negócio.

“A Think Conference foi um sucesso. Mais de 600 pessoas passaram pelo Teatro José Lúcio da Silva. Entre os participantes que vieram de todos o País, estiveram mais de 40 jornalistas dos mais variados meios de comunicação social em Portugal, empresários e administradores gerais executivos de algumas das grandes empresas nacionais. Foi um evento marcado pela partilha de experiências e pelos ensinamentos dos oradores em palco, mas essencialmente pela criação de redes de contactos. O desejo de tornarmos a Think Conference no maior acontecimento de Marketing Digital e Empreendedorismo em Portugal foi cumprido. Já começámos a desejar 2017 e desejamos levar este evento a um nível ainda maior.”

Leia mais na edição impresa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo.

 

EVENTOS