Sociedade

Nazaré e Alcobaça ligadas pelas margens do rio Alcoa

16 nov 2016 00:00

Haverá um autocarro eléctrico a fazer o novo percurso, que terá uma extensão aproximada de 12 quilómetros.

nazare-e-alcobaca-ligadas-pelas-margens-do-rio-alcoa-5404
Jacinto Silva Duro

As margens do Rio Alcoa poderão ligar, a partir de 2018, Alcobaça e Nazaré através da criação de um novo trajecto, que inclui um passeio pedonal, uma faixa de rodagem para um autocarro eléctrico e uma ciclovia.

É pelo menos essa a intenção dos presidentes das Câmaras de Alcobaça e Nazaré, que apresentaram, na semana passada, o Projecto de Mobilidade Suave do Alcoa.

O novo percurso, que terá uma extensão aproximada de 12 quilómetros e que demorará cerca de 12 minutos a ser percorrido pelo autocarro eléctrico, passará pelas freguesias de Alcobaça e Vestiaria, Bárrio, Valado dos Frades, Famalicão e Nazaré.

O projecto, que já tem o apoio do Ministério do Ambiente e da Associação Portuguesa do Ambiente e que poderá ser alvo de fundos comunitários, será estudado e preparado durante o próximo ano, prevendo-se a sua execução um ano depois.

“Haverá um transporte eléctrico para quem quiser comer o melhor peixe do mundo e visitar o Mosteiro de Alcobaça, usando um espaço fabuloso, que são as margens do Rio Alcoa”, resumiu o presidente da Câmara da Nazaré.

Além da vertente turística e da “promoção do património”, Walter Chicharro frisou a promoção do desporto e lazer: “estando prevista a criação de uma ciclovia o projecto apela também à prática do desporto e bem-estar”.

Mas para o autarca, este “não é só um projecto turístico, nem ambiental, é também um projecto de mobilidade e de melhoria das populações, que poderão usufruir de um meio de transporte alternativo agradável, com uma paisagem única, e ambientalmente sustentável”.

Leia mais na edição impressa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo.