Sociedade

MP acusa Rui Rasquilho pelo crime de peculato

25 jul 2019 00:00

Peça do monumento foi encontrada na casa do ex-director do Mosteiro de Alcobaça

mp-acusa-rui-rasquilho-pelo-crime-de-peculato-10509
Jacinto Silva Duro

O Ministério Público deduziu acusação contra o antigo director do Mosteiro de Alcobaça, Rui Rasquilho, pela prática do crime de peculato.

Segundo uma nota da página da Procuradoria da Comarca de Leiria, o arguido está acusado de, entre 28 de Junho de 2005 e 31 de Julho de 2008, "enquanto exerceu o cargo de director do Mosteiro de Alcobaça e aproveitando-se dessa função, se ter apoderado de uma peça de escultura que reproduz a roda da vida, do escultor António Augusto da Costa Motta, denominada “rosácea do túmulo de D. Pedro”, a qual tem elevado interesse histórico e pertence ao Estado português".

Na nota divulgada hoje, o MP acrescenta que a "escultura foi apreendida a 30 de Janeiro de 2019, na residência de uma terceira pessoa, a quem o arguido tinha pedido que a guardasse".

O inquérito foi dirigido pelo MP da 1.ª secção das Caldas da Rainha do DIAP de Leiria, com a coadjuvação da Polícia Judiciária de Leiria.