Sociedade

Mão de Obra: diz-me o que calças e dir-te-ei quem és

4 fev 2019 00:00

Na oficina do Vasco há sapatos cósmicos para defender o planeta.

mao-de-obra-diz-me-o-que-calcas-e-dir-te-ei-quem-es-9798

Entre a Feira da Ladra e os mercados de Belém e do festival Andanças, entre o recinto do Avante e a Feira Internacional de Artesanato de Lisboa, Vasco Ramalho e Paula Pão Alvo pisam os quilómetros de um circuito alternativo, que é também um modo de vida. Com eles levam a indispensável bagagem com o selo Cosmic Shoes: "calçado criativo", que "de tradicional não tem nada", garantem, produzido por métodos artesanais a partir de couro de curtimenta vegetal e bio-degradável, isto é, livre de metais pesados, uma escolha que acima de tudo expressa respeito pelo meio ambiente, ou seja, o respeito deles pelo planeta que é de todos.

Botas, botins, sandálias e sapatos, de várias cores e feitios, alguns pintados à mão, outros decorados com estrelas e meias-luas, também pétalas e espirais, são o espelho de um olhar pessoal, que Vasco Ramalho começou a manifestar muito jovem, na oficina do pai, com quem aprendeu o ofício. "Não gostava dos sapatos que o meu pai me dava e às tantas peguei numa forma e fiz uns sapatos de raiz, para mim". Da adolescência, mantém a busca pela originalidade – "procuro fazer sapatos diferentes, que funcionem e que me dêem gozo" – e junta-lhe a primazia da arte (por exemplo, a arte com que se vive) sobre o negócio. "Não somos muito comerciais e temos outros princípios na vida. De certa maneira, achamos que isto não é só ganhar dinheiro. Não pode ser".

As colecções Cosmic Shoes – à venda online no site com o mesmo nome – são assim uma espécie de declaração de interesses, um testemunho de quem defende a busca por "mais sentimento, mais conhecimento, mais auto-conhecimento, mais espiritualidade, mais ecologia", no sentido de que cada um, criador ou cliente, "tem o seu caminho" para percorrer (de preferência, com um bom par de sapatos nos pés).

 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO