Login
Esqueci a password

Se esqueceu o seu Username ou a sua Password envie-nos o seu e-mail e receberá os seus dados de acesso por e-mail.

Se não sabe que endereço de e-mail utilizou no seu registo, por favor contacte os nossos serviços através do nosso e-mail assinantes@jornaldeleiria.pt.

Para procurar palavras exactas utilize aspas. Ex: "Castelo de Leiria" "Jornal de Leiria"
Área restrita

A secção que pretende aceder é restrita a assinantes do Jornal de Leiria. Para se tornar assinante vá à área Assinatura.

Se já for assinante da edição impressa, pode registar-se na edição online, sem custos adicionais.

Caso já tenha um registo, efectue login.

Leiria Film Festival está de regresso e quer ganhar peso
Foto: DR

Cultura

17 Março 2017

Leiria Film Festival está de regresso e quer ganhar peso

Peugeot 3008

É já sexta-feira, dia 17, que se inicia a quarta edição do Leiria Film Fest, um festival dedicado a curtas-metragens, que tem a duração de dois dias.

O Cinemax marca presença na sessão deste ano do Leiria Film Fest com a exibição de seis filmes, no sábado, a partir das 17 horas, no Teatro Miguel Franco.

Rhoma Acans, a primeira obra de Leonor Teles, Rampa, de Margarida Lucas, prémio Sophia melhor curta ficção 2016, Marasmo, de Gonçalo Loureiro, menção especial no Lisbon & Estoril Film festival, Turp, filme de escola de Liliana Gonçalves e Francisco Neves, prémio Over & Out na Lusófona, Penúmbria, de Eduardo Brito, premiado no Arquiteturas Film Festival em Lisboa, e Tender, do realizador leiriense Pedro Rilhó.

Bruno Carnide, um dos organizadores do evento, adianta que “o apoio do Cinemax dá credibilidade ao festival” e a sua presença acontece por “vontade deles”. “É a primeira vez que o Cinemax tem uma sessão em festivais de cinema.”

Este ano concorrem aos prémios do Leiria Film Fest 19 curta-metragens de nove países, seleccionados entre cerca de 400 filmes candidatos, mais um recorde de inscrições. Além de Portugal, o festival conta com filmes de França, Canadá, Espanha, Reino Unido, Brasil, República Checa, Alemanha e Iraque.

O Leiria Film Fest tem vindo a conquistar as pessoas e o número de concorrentes tem aumentando em paralelo com o número de espectadores. Bruno Carnide afirma que o festival tem vindo a ganhar credibilidade e a forma como é feita a inscrição ajuda a torná-lo único.

“Existem plataformas onde os realizadores acedem para concorrer a vários festivais mediante um pequeno pagamento. Mas nós não estamos aí. Temos a nossa página e queremos que as pessoas saibam ao que estão a concorrer.”

As secções competitivas na categoria da animação, ficção e documentário são exibidas hoje no Teatro Miguel Franco. O dia de amanhã é reservado para sessões do Cinanima Júnior, Amnistia Internacional, CinANTROP, Cinemax e do festival Gorée Cinema, do Senegal, além da gala de entrega de prémios.

O festival vai atribuir prémios às melhores curtas de ficção nacional e internacional, animação nacional e internacional, documentário nacional e internacional e Melhor Filme Leiriense. Também o público escolherá o seu preferido.

Leia mais na edição impressa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo.

Elisabete Cruz
Redacção Elisabete Cruz elisabete.cruz@jornaldeleiria.pt






Os comentários são da exclusiva responsabilidade do utilizador