Economia

Lavandarias self-service, o negócio que tem na chuva o maior aliado

29 fev 2020 11:56

Quem está no mercado há mais tempo diz que este começa a ficar saturado e que há espaços a fechar. Mas na região não páram de abrir novas lavandarias self-service

lavandarias-self-service-o-negocio-que-tem-na-chuva-o-maior-aliado
Preços variam consoante a lavandaria, mas lavar oito quilos de roupa custa, em média, quatro euros
Ricardo Graça
Raquel de Sousa Silva

Um negócio que vive da chuva e que tem nas varandas um dos seus inimigos. Ricardo Pinheiro, proprietário da Laundry Club, na Guimarota, fala desta forma de um dos constrangimentos das lavandarias self-service, conceito que se tem expandido na região, com a abertura de novos espaços. “Abrem, mas também fecham. O mercado está saturado”, garante.

Na sua lavandaria, a secagem é o serviço mais utilizado. “Secar roupa em casa fica caríssimo. E nem toda a gente tem máquina de secar”, constata. O espaço que tem na cidade de Leiria abriu em 2016. Ricardo Pinheiro diz não registar um grande aumento da procura ao longo destes anos.

“Os portugueses são conservadores. O conceito de lavandaria self-service não está ainda muito enraizado por cá”. Ao contrário do que acontece nas grandes cidades, onde os prédios não têm varandas, lá está. Visto que o investimento inicial “é grande, de pelo menos 60 mil euros”, este “não é um negócio milionário”, frisa.

Ricardo Pinheiro resolveu entrar no ramo porque queria ter um negócio próprio, complementar à sua actividade profissional, que pudesse ser um “suporte financeiro”, mas que não lhe ocupasse todo o tempo. Sublinha, contudo, que “não funciona em auto-gestão”. É preciso acompanhar a actividade, até porque “as despesas fixas são grandes”.

Tem quase cinco anos e tem vindo a crescer. A Entrilav, na Marinha Grande, junto à Clinigrande, iniciou actividade com cinco máquinas, tem agora 12 (seis de lavar e outras tantas de secar). Os proprietários, que têm outras actividades profissionais, apostaram nesta área por entenderem que na altura não h

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.