Login
Esqueci a password

Se esqueceu o seu Username ou a sua Password envie-nos o seu e-mail e receberá os seus dados de acesso por e-mail.

Se não sabe que endereço de e-mail utilizou no seu registo, por favor contacte os nossos serviços através do nosso e-mail assinantes@jornaldeleiria.pt.

Para procurar palavras exactas utilize aspas. Ex: "Castelo de Leiria" "Jornal de Leiria"
Área restrita

A secção que pretende aceder é restrita a assinantes do Jornal de Leiria. Para se tornar assinante vá à área Assinatura.

Se já for assinante da edição impressa, pode registar-se na edição online, sem custos adicionais.

Caso já tenha um registo, efectue login.

Jardim da Almoinha vai ser uma realidade em 2018

Sociedade

16 Março 2017

Jardim da Almoinha vai ser uma realidade em 2018

Peugeot 3008

O projecto é da autoria do arquitecto Rui Ribeiro.

A Câmara de Leiria aprovou hoje o projecto do Jardim da Almoinha Grande, uma aspiração que tem já 25 anos, cujo investimento será superior a 2,2 milhões de euros.

Segundo explicou o vereador Ricardo Santos, o espaço verde, que tem uma área de quatro hectares e uma extensão de mais de meio quilómetro, prevê a plantação de 547 novas árvores, de quase 1.900 novos arbustos, um lago e a continuidade de percursos pedestres ao longo do rio Lis, estando garantidas as acessibilidades a pessoas com mobilidade reduzida ou condicionada.

Ricardo Santos salientou que uma das mais-valias do projecto é a "naturalização das linhas de água existentes", nomeadamente da Ribeira do Amparo, e a "utilização de materiais e espécies vegetais autóctones".

Salientando que será dado um "enfoque aos caminhos pedonais", o vereador do PS destacou ainda as sementeiras de prado relvado, prado húmido e de plantas aquáticas, estas que irão "contribuir para o tratamento da água".

Também está garantida, "pela diferença de quotas, a protecção da envolvente das cheias e garantia de bacia de retenção de emergência".

O jardim contempla também um parque infantil e mobiliário urbano, assim como um espaço com uma grande clareira e um anfiteatro ao ar livre.

Ludoteca, quiosques de apoio, um lago naturalmente alimentado, depurado e mantido através da vegetação ripícola e um açude, que contribui controlo do nível de água em caso de cheias, são outros espaços que o parque contempla.

O vereador do PSD, Álvaro Madureira, afirmou que o projecto "só peca por tardio" e questionou a qualidade da água da Ribeira do Amparo.

O arquitecto autor do projecto, Rui Ribeiro, disse que a qualidade da água da Ribeira do Amparo tem qualidade, podendo ver-se "pelo fundo que é de areia, o tipo de vegetação ripícula" e pela presença "de um bichito que anda à superfície, os chamados alfaiate".

"Quando tem o alfaiate à superfície da água é porque ela tem qualidade."

Uma das mais-valias do projecto é possibilitar ainda a organização de actividades urbanas, como o Mercado do Levante, e iniciativas de lazer e desporto informal, eventos, pequenas feiras e concertos.

O prazo de execução da empreitada é de um ano. O projecto está associado a financiamento comunitário e integrado no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano.

Recordando o historial do Jardim da Almoinha, durante a apresentação foi referido que até ao final do século XX, a zona em causa havia sido parte remanescente do sistema de aproveitamento agrícola do vale do Lis. Hoje, toda a envolvente encontra-se urbanizada.

A primeira proposta concreta data de 1995, na sequência de um estudo realizado pelo historiador Jorge Estrela (já falecido) e pelo arquitecto Rui Ribeiro.

Em 2004 foi apresentado um novo projecto, adaptado às infraestruturas criadas no âmbito do campeonato europeu de futebol, onde se incluía a Ponte Euro 2004 e o Centro Nacional de Lançamentos.

O atual executivo municipal decidiu em 2015 desenvolver este projeto, adaptado à realidade atual, de forma a aproveitar os financiamentos disponíveis para este investimento público, garantindo que este fosse exequível e indo ao encontro das expectativas criadas junto da população há mais de duas décadas.

 

Jornal de Leiria
RedacçãoJornal de Leiria redaccao@jornaldeleiria.pt






Os comentários são da exclusiva responsabilidade do utilizador