Sociedade

Infracções nas estradas em queda após entrada em vigor da Carta por Pontos

25 ago 2016 00:00

PSP e GNR de Leiria registam menos contra-ordenações nos meses de Junho e Julho de 2016 em comparação com 2015

infraccoes-nas-estradas-em-queda-apos-entrada-em-vigor-da-carta-por-pontos-4860

O número de infracções graves e muito graves registadas nos dois meses seguintes à entrada em vigor do sistema Carta por Pontos (1 de Junho) foi substancialmente inferior ao verificado durante o mesmo período de 2015 na área de influência do Comando Distrital da PSP de Leiria e do Comando Territorial de Leiria da GNR.

Segundo os dados estatísticos, a PSP registou uma diminuição de 39,9% de infracções graves e uma quebra de 45% em relação às infracções muito graves comparando os meses de Junho de 2016 com o período homologo do ano anterior.

Em termos absolutos, em 2016 a PSP registou nestes dois meses 786 infracções graves contra as 1309 do ano passado. Os agentes detectaram 112 contraordenações muito graves, menos 92 em igual período de 2015.

Já a GNR detectou uma diminuição de 17% nas contra-ordenações muito graves e uma redução de 30,1% nas infracções graves. Em termos de números absolutos, segundo os dados distritais divulgados ao JORNAL DE LEIRIA, entre Junho e Julho de 2015 a GNR tinha levantado 622 contra-ordenações muito graves, número que caiu para 516 este ano.

Relativamente às infracções graves, esta força militar passou de 4531 para 3166 autos. Fonte do Comando Territorial da GNR acrescenta que durante estes dois meses, os militares registaram uma diminuição de excesso de velocidade, condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, falta de inspecção periódica obrigatória, uso indevido do telemóvel e falta de seguro.

Por seu lado, em 2016 aumentaram as infracções da falta do uso de cinto de segurança ou de sistema de retenção para crianças, crimes de condução sob o efeito do álcool e sem habilitação legal.

Estes dados coincidem com a entrada em vigor da Carta por Pontos, mas as forças policiais avisam que não existem dados objectivos que permitam concluir que os condutores estão mais cumpridores desde a entrada em vigor do sistema da Carta por Pontos, que visa diminuir a sinistralidade rodoviária.

Leia mais na edição impressa ou torne-se assinante para aceder à versão digital integral deste artigo.

 

EVENTOS