Saúde

Há médicos, há enfermeiros, mas doentes não foram atendidos

1 out 2018 00:00

Falta de administrativos no Centro de Saúde de Marrazes deixou dezenas de pessoas sem consulta

ha-medicos-ha-enfermeiros-mas-doentes-nao-foram-atendidos-9303

Antes das 8 horas já estava à porta do Centro de Saúde de Marrazes - agora Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados - mas quando entrou percebeu que não tinha ninguém para a atender. Esta utente foi surpreendida com a falta de funcionários administrativos, o que impede os médicos e enfermeiros de poderem consultar os doentes.

Durante a manhã várias pessoas foram chegando para consultas marcadas, atendimento de enfermagem ou urgências. Todas ficaram por atender. A situação, contam vários utentes presentes, arrasta-se há algum tempo e já na semana passada o mesmo se passou.

É também por falta de pessoal administrativos que o posto da Gândara, que pertence a este centro de saúde, está encerrado, obrigando os utentes a deslocarem-se aos Marrazes.

Foi o caso de um casal idoso, a necessitar de medicamentos, e de uma mãe, que tentou pesar e medir o bebé, sem sucesso.

Os médicos e os enfermeiros presentes foram tentando explicar aos utentes a razão por que não os poderiam atender. Compreensivos com o papel dos técnicos de saúde, os doentes apontam o dedo à Administração Central por não resolver um problema antigo.

O JORNAL DE LEIRIA contactou a Administração Regional de Saúde do Centro, mas até ao momento ainda não obteve resposta.


 

EVENTOS