Sociedade

Guarda prisional admitiu negócio com detido

22 set 2017 00:00

Julgamento começou na terça-feira no Tribunal de Leiria.

guarda-prisional-admitiu-negocio-com-detido-7171

O subchefe da guarda prisional, em prisão domiciliária e suspenso de funções que exercia no Estabelecimento Prisional de Leiria, admitiu ao colectivo de juízes do Tribunal de Leiria ter recebido dinheiro para entregar telemóveis a um detido, mas “não sabia para o que ele iria utilizá-lo”. Segundo contou, os telemóveis foram-lhe dados por outros dois arguidos.

Em troca terá recebido cerca de mil euros. O subchefe admitiu ainda ter dado dinheiro “em mão” a uma das arguidas, a pedido do recluso, porque “ela não tinha dinheiro para comer”. O guarda prisional disse desconhecer as várias transferências bancárias na sua conta e justificou que acedeu ao pedido do detido porque se encontrava “com problemas de dinheiro”. Já o detido, também arguido neste processo, admitiu dar dinheiro ao subchefe “para estar bem na cadeia e ter tudo”.

 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO