Sociedade

Gonçalo Lopes assume Câmara de Leiria no final de Agosto

25 jul 2019 00:00

Lei obriga Castro a suspender mandato 41 dias antes das eleições.

goncalo-lopes-assume-camara-de-leiria-no-final-de-agosto-10500

O cenário que há muito se adivinhava na Câmara de Leiria foi confirmado por Raul Castro. O presidente do Município é cabeça-de-lista do PS às eleições legislativas pelo círculo de Leiria. A lei obriga o autarca a suspender o mandato até 41 dias antes do sufrágio, agendado para o dia 6 de Outubro.

Raul Castro confirma que deixará, assim, a liderança da Câmara no dia 26 de Agosto, assumindo o cargo Gonçalo Lopes, seu vice-presidente, que habitualmente já substitui o presidente nas suas ausências.

Na última reunião de Câmara, os vereadores do PSD deixaram o comentário a este anúncio para a próxima sessão, uma vez que a aprovação da lista do PS foi impugnada por um grupo de militantes socialistas (ver caixa).

Raul Castro é também o presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria, cargo que também deixará. O seu substituto será escolhido numa próxima reunião desta estrutura. A lista de candidatos a deputados foi aprovada, na semana passada pela Comissão Política Distrital do PS, tendo sido ratificada esta terça-feira pela Comissão Política Nacional.

Tal como o JORNAL DE LEIRIA avançou na última edição, além do cabeça-de-lista Raul Castro, surge em número dois Elza Pais, seguindo-se António Sales, João Paulo Pedrosa, Sara Velez, Joel Gomes e Jorge Gabriel Martins. Isabel Borges, Cláudia Avelar Santos, José Maria Faria, David Salgueiro, Teresa Fernandes, Fernando Martins Azeitona, Joana Correia e Aníbal Curto Ribeiro completam a equipa.

"Esta lista resulta de uma cuidadosa auscultação de todas as sensibilidades internas do partido e estou certo de que reflecte a vontade dos militantes do distrito de Leiria", adianta o presidente da Federação do PS e deputado, António Sales.

O socialista salienta a "satisfação" com a escolha da estrutura nacional, que coincide com a sua proposta. "[Raul Castro] É uma pessoa com conhecimento aprofundado dos dossiês do concelho e do distrito de Leiria. É um candidato com grande experiência e competência para desempenhar a função", disse.

Por seu lado, Raul Castro diz, em declarações ao JORNAL DE LEIRIA, que aceitou o desafio para “contribuir para que Leiria tenha voz”, um papel que, frisa, “deve caber a todos aqueles que gostam da região”.

Sobre o facto de esta sua saída da Câmara poder ser encarada como uma quebra do compromisso que assumiu com a população do concelho, de levar o mandato até ao fim, o ainda autarca alega que vai “continuar a servir os leirienses e, acima de tudo, a causa pública”.

 

Lista
Grupo de militantes pediu impugnação


Um grupo de militantes socialistas pediu a impugnação da votação da lista de candidatos a deputados no círculo de Leiria feita na reunião da Comissão Politica Distrital (CPD) do partido, realizada no dia 17.
Na base desta posição esteve, segundo explica José Pereira dos Santos - que encabeçou o grupo de 14 militantes que subscreveram o pedido -, o facto de na votação da lista terem participado 12 membros do secretariado federativo.
“Os estatutos não o permitem, pelo que a votação foi ilegal”, alega Pereira dos Santos, que apresentou uma lista alternativa à que foi aprovada.
António Sales, presidente da Federação, considera que este é “um não assunto”, uma vez que a lista validada pelos militantes do distrito já foi ratificada pela Comissão Política Nacional.
Além disso, “todos os elementos do secretariado presentes na reunião da comissão política entregaram previamente a sua demissão”, situação que lhes permite participar na votação mas que, segundo Pereira dos Santos não foi comunicada na reunião da CPD.
EVENTOS