Viver

Festival ARTes leva música a espaços históricos de Porto de Mós e Ourém

3 ago 2021 15:25

Entre Agosto e Setembro

festival-artes-leva-musica-a-espacos-historicos-de-porto-de-mos-e-ourem
Bruno Pernadas
Alipio Padilha
Redacção/Agência Lusa

Castelos, igrejas e praças de Porto de Mós, no distrito de Leiria, e de Ourém, no distrito de Santarém, vão receber em Agosto e Setembro música de Rão Kyao, Remexido ou Bruno Pernadas, no novo festival ARTes, anunciou hoje a organização.

O festival estreia no final de agosto e cruza música portuguesa com património, numa proposta que quer crescer nos próximos anos até formar uma rede alargada de cidades e vilas com relevância histórica, assume à agência Lusa Eduardo Jordão, CEO da Seiva Bruta, que produz o ARTes:  “mais do que uma primeira edição, este é um princípio de uma rede interpatrimonial e intermunicipal, que vai ao encontro de várias igrejas, castelos e vilas históricas - e a região Centro está repleta destes pequenos locais que são muito grandes na nossa história.”

O festival ARTes surge, desde logo, para “contribuir para a economia da cultura junto dos artistas e técnicos”, mas também a pensar, posteriormente, “na criação de uma rede de territórios onde se possa mostrar o repertório de novos artistas”. 

“Mais do que executar concertos dentro de castelos, queremos que seja um sucesso para a população local e que permita para o ano encontrar mais parceiros que permitam mais extensão do evento, aqui à volta de Porto de Mós e Ourém, e, quem sabe, ir a Óbidos, Leiria, Pombal ou Tomar”, frisa o programador.

Neste arranque, a Seiva Bruta “foi à procura do melhor programa para a acústica e para aqueles locais importantes de Porto de Mós e de Ourém”. 

“Estamos a ir ao encontro da arquitetura dos espaços, desenhando uma programação de acordo com os mesmos”, criando ligações entre o fado ou a herança mediterrânica de alguns projetos à história desses locais, explica Eduardo Jordão.

“Há uma multiculturalidade na música que queremos explorar, procurando ir ao encontro dos artistas para cada espaço”, acrescenta.

O programa preparado para ambos os fins de semana é complementar, apostando no fado em Porto de Mós e no jazz e na ‘world music’ em Ourém.

Em Porto de Mós, entre 28 e 29 de agosto, actuam os fadistas Francisco Sobral e Telmo Pires, mas também há nova música portuguesa com Remexido e Não Simão. 

Para Ourém, nos dias 4 e 5 de Setembro, está prometida a actuação de “Out of nowhere Duo”, de Desidério Lázaro e Bruno Pernadas, o projetco “Guitolão” com António Eustáquio e Carlos Barretto e ainda se ouvirá a folk da cantautora venezuelana Yosune.

Em igrejas de ambos os concelhos, apresenta-se também Rão Kyao, com o espectáculo “Sopro de vida”. 

A par da música, o ARTes compreende um programa de oficinas de desenho e fotografia, teatro de improviso e visitas guiadas pelo património.

 
Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.