Covid-19

Feira Medieval de Óbidos foi cancelada

1 mai 2020 21:56

Autarquia de Óbidos anunciou hoje o cancelamento da edição deste ano do Mercado Medieval, devido à pandemia da covid-19.

feira-medieval-de-obidos-foi-cancelada
Evento foi cancelado devido à pandemia
Ricardo Graça/Arquivo
Redacção/Agência Lusa

A Câmara Municipal de Óbidos anunciou hoje o cancelamento da edição deste ano do Mercado Medieval, devido à pandemia da covid-19.

“Neste cenário, em que a saúde é prioritária e que lutamos diariamente para manter longe do nosso contacto este adversário (o que nos obriga a estar longe uns dos outros), não faz sentido prosseguir com a nossa missão, para o bem de todos”, justifica a autarquia, em comunicado citado pela Lusa.

Nesta nota, a Câmara Municipal de Óbidos, principal promotora do evento, agradece a todos aqueles que colaboram anualmente para a organização da Feira Medieval, e a todos os visitantes. “Assim, é hora de fechar os portões, preparar armas e manter cada soldado em sentinela, para que possamos regressar à festa mais fortes do que nunca. O Mercado Medieval de Óbidos voltará só em 2021”, conclui o comunicado.

Portugal contabiliza 1.007 mortos associados à covid-19 em 25.351 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia, divulgado hoje.

Relativamente ao dia anterior, há mais 18 mortos (+1,8%) e mais 306 casos de infeção (+1,2%).

Das pessoas infetadas, 892 estão hospitalizadas, das quais 154 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou de 1519 para 1.647. Portugal vai terminar no sábado, 2 deMaio, o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de Março, e o Governo anunciou a passagem para situação de calamidade, a partir das 00:00 de 03 de Maio. Devido ao fim de semana prolongado, o Governo decretou, entretanto, a proibição de deslocações entre concelhos de 1 a 3 de Maio.

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.