Sociedade

Ex-autarcas de Pombal suspeitos de desviar cerca de 90 mil euros

21 fev 2019 00:00

O Ministério Público acusa o anterior executivo da Junta de Abiul de 39 crimes de peculato. Em causa estão cheques emitidos a dois restaurantes de Pombal, no valor de 87 mil euros.

ex-autarcas-de-pombal-suspeitos-de-desviar-cerca-de-90-mil-euros-9893
Paula Sofia Luz

O anterior executivo da Junta de Freguesia de Abiul (Pombal), liderado por António Carrasqueira, está a ser acusado pelo Ministério Público de 39 crimes de peculato, que se traduzem num prejuízo para o Estado no valor de 87.340,46 euros.

Em causa estão 39 cheques emitidos pelo então presidente - o carismático António Carrasqueira -, o secretário Joaquim Agostinho e o tesoureiro Amândio Santos, todos eleitos pelo PSD.

Os factos remontam ao período de 2008 a 2013, quando os três, supostamente, almoçavam e jantavam durante todos os dias da semana nos restaurantes “O Tirol” e “os Amigos da Velha Caroca”, ambos na cidade de Pombal.

A história dos almoços daquele executivo já não é nova. Veio à baila nas autárquicas de 2013, quando a independente Sandra Barros ganhou a Junta de Abiul para o CDS. E uma das primeiras medidas foi solicitar uma auditoria às contas do anterior executivo, que desde 1994 tomava conta dos destinos de Abiul.

Nessas eleições, como António Carrasqueira não poderia recandidatar-se (à conta da limitação de mandatos imposta pela lei) a escolha do PSD recaiu sobre o secretário, Joaquim Agostinho. De modo que alguns dos factos agora descritos no despacho de acusação – a que o JORNAL DE LEIRIA teve acesso – decorreram já em tempo de pré-campanha eleitoral. Os últimos cheques terão sido emi

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO