Sociedade

Diogo Mateus desafia secretário de Estado e presidentes da IP e da ANSR a visitarem IC8

22 out 2018 00:00

Há cerca de um mês morreram seis pessoas no mesmo local onde hoje outras duas perderam a vida.

diogo-mateus-desafia-secretario-de-estado-e-presidentes-da-ip-e-da-ansr-a-visitarem-ic8-9392
Jacinto Silva Duro

O presidente da Câmara de Pombal convidou o secretário de Estado das Infraestruturas e os presidentes da Infraestruturas de Portugal e da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária para visitarem o IC8, onde hoje se registaram mais dois mortos.

Há um mês - dia 24 de Setembro -, em São João da Ribeira, seis pessoas perderam a vida numa colisão frontal. Hoje, o cenário repetiu-se precisamente no mesmo local.

“A seguir ao acidente convidei o secretário de Estado das Infraestruturas e os presidentes da Infraestruturas de Portugal e da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária para visitarem o local onde nas últimas semanas morreram oito pessoas”, afirmou o presidente do Município de Pombal, Diogo Mateus.

Segundo o autarca, no último ano morreram 11 pessoas no concelho de Pombal vítimas de acidentes de viação.

Diogo Mateus lamentou que até ao momento não tenha obtido resposta da Infraestrutura de Portugal à proposta enviada pela autarquia para a “marcação de um a linha contínua dupla ao quilómetro 34”.

O presidente da Câmara admitiu que uma solução a médio/longo prazo poderá passar pela colocação de separadores centrais, à semelhança do que foi executado no IC2, no concelho de Leiria, para pôr fim aos choques frontais.

“Poderá passar pela colocação de separadores, mas a solução mais rápida será fazer uma pintura horizontal de um duplo traço contínuo, complementada com sinalização vertical. Depois essa recomendação terá de ser analisada pelo gestor da obra”, referiu Diogo Mateus.

A GNR informou que às 15:15, a via, que esteve encerrada nos dois sentidos desde as 11:17, já se encontrava com a circulação normalizada.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria, o acidente provocou a morte a dois homens, com 45 e 56 anos.

No local estiveram15 operacionais e sete viaturas dos bombeiros, INEM e GNR.