Sociedade

Cresce a contestação à instalação de cabo para sobrevoar praia da Nazaré

29 out 2018 00:00

Projectada tirolesa para ligar Sítio à zona Sul da Marginal.

cresce-a-contestacao-a-instalacao-de-cabo-para-sobrevoar-praia-da-nazare-9412
Maria Anabela Silva

Foi anunciado como um projecto “inovador”, para ajudar a combater a “sazonalidade balnear” da Nazaré, mas já suscita polémica. Em causa, está a criação de uma zipline (ou tirolesa), com a instalação de um cabo aéreo que permitirá fazer a ligação entre o promontório do Sítio e a zona Sul da Marginal, atravessando a praia.

A abertura do concurso para a concessão de uma área pública para a implementação do projecto foi aprovada, na semana passada, pela Assembleia Municipal, com os votos contra das bancadas da oposição (PSD, CDU e BE), que alertaram para os impactos que a zipline terá, quer no promontório quer praia.

Durante a sessão, intervieram também representantes do Movimento Cívico pela Defesa do Promontório da Nazaré, que integra várias associações locais e que está a promover uma petição que contesta o projecto.

“A instalação da tirolesa irá interferir destrutivamente no património geológico e na paisagem do promontório e da praia, imagem icónica da Nazaré. Igualmente põe em causa o ecossistema da fauna e flora existente no local”, defende a petição, que, até ontem ao meio-dia, já tinha sido subscrita por 560 pessoas.

Segundo Nelson Quico, que integra aquele movimento, o principal motivo da contestação prendese com os “impactos na paisagem” do projecto, “durante, pelo menos 20 anos”, que é o período da concessão previsto no concurso.

Frisa ainda que o promontório “é uma estrutura geológica sensível” e lamenta que o processo tenha avançado sem haver ainda pareceres de entidades como a Agência Portuguesa do Ambiente, Capitania da Nazaré ou Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo.

Esta questão, também levantada por várias forças políticas, tem sido rebatida pela maioria socialista, com a imposição no concurso da obrigatoriedade de os promotores apresentarem os pareceres necessários.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO