Sociedade

Covid-19: Sabe como fazer compras práticas e em segurança? A DGS dá pistas

22 mar 2020 21:22

É necessário ter um comportamento de compra que permita a boa gestão dos stocks por parte dos supermercados, deixando de lado o açambarcamento.

covid-19-sabe-como-fazer-compras-praticas-e-em-seguranca-a-dgs-da-pistas
Na ida ao supermercado mantenha uma distância de dois metros
Ricardo Graça

 A Direcção-Geral da Saúde (DGS) lançou um manual que, além de reforçar a importância das “boas práticas de higiene e segurança” para prevenir a Covid-19, sugere várias orientações para o consumo, planeamento e compra de alimentos.

O manual sublinha que é importante garantir a disponibilidade de alimentos que permita assegurar as necessidades alimentares por um período mais longo de tempo, sendo a optimização do momento de ida aos supermercados essencial para evitar deslocações frequentes às compras.

A DGS salienta que é necessário ter um comportamento de compra que permita a boa gestão dos stocks por parte dos supermercados, deixando de lado o açambarcamento.

A compra responsável, nas quantidades adequadas e sem exageros será essencial neste período.

Como planear?

Antes de ir às compras:

  • Fazer uma lista de compras organizada
  • Para organizar a lista de compras deve: 
  • Verificar os alimentos que ainda tem disponíveis em casa
  • Verificar a capacidade de armazenamento à temperatura de refrigeração e congelação;
  • Planear as diferentes refeições que pretende fazer, assegurando a utilização dos alimentos que ainda tem disponíveis em casa e de modo a que seja possível não esquecer todos os alimentos e ingredientes específicos e necessários para a sua confecção; 

Considerar a importância de incluir maioritariamente alimentos que fazem parte de um padrão alimentar saudável e respeitando as proporções recomendadas

O que deve ser tido em consideração no momento da compra?

  • Verificar e cumprir a lista de compras, sempre que os alimentos que necessita estiverem disponíveis.
  • Comprar apenas aquilo que é necessário, sem exageros.
  • Optar por alimentos que tenham um prazo de validade mais longo.
  • Garantir que o seu cesto de compras tem um bom equilíbrio entre alimentos com menor e maior durabilidade.
  • Preferir alimentos de elevado valor nutricional em detrimento de alimentos com elevada densidade energética.
  • Assegurar a compra de produtos frescos, como fruta e hortícolas, preferindo aqueles que apresentam uma maior durabilidade e/ou produtos congelados para o caso dos hortícolas e mediante a capacidade de armazenamento. 


O manual sugere ainda um kit alimentar para um período de isolamento para 14 dias. Este kit é meramente orientador e poderá ajudar a população a fazer um adequado abastecimento de alimentos para um período mais longo de tempo, comparativamente aquilo que é a frequência habitual de ida às compras na nossa população.

Os cálculos realizados no kit foram desenvolvidos tendo em conta as necessidades nutricionais médias diárias estimadas para a população portuguesa (2000 kcal, 20% proteína, 50% hidratos de carbono e 30% lípidos), seguindo tanto quanto possível as recomendações da Roda dos Alimentos.

Assim, as quantidades apresentadas são referentes às quantidades necessárias por pessoa e para um período de 14 dias. De acordo com a composição do agregado familiar, estas quantidades devem ser ajustadas.

Mesmo durante estes períodos é muito importante manter uma alimentação saudável e equilibrada, reduzindo o consumo energético excessivo e evitando o excesso de açúcar e sal.

A leitura de rótulos e o consumo de produtos frescos continuam a ser de grande importância.

EVENTOS