Sociedade

Covid-19: Jovens “não são invencíveis”, alerta Organização Mundial de Saúde

21 mar 2020 13:12

A OMS salienta que “os mais novos não são poupados” à doença e que as pessoas com menos de 50 anos são “uma percentagem significativa dos infectados”

covid-19-jovens-nao-sao-invenciveis-alerta-organizacao-mundial-de-saude
Mais novos não são imunes à doença, frisa OMS
Ricardo Graça
Redacção/Agência Lusa

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta os jovens que “não são invencíveis” no que toca à pandemia de Covid-19, salientando que a doença os pode matar ou confinar ao hospital durante semanas.

Segundo a Lusa, na conferência de imprensa realizada ontem, dia 20, na sede da organização, em Genebra, o director-geral, Tedros Ghebreyesus, afirmou que apesar de a mortalidade ser maior entre a população mais idosa, as escolhas que os jovens fazem sobre os locais em que se deslocam “podem significar a diferença entre vida e morte para outras pessoas”.

A OMS salienta que “os mais novos não são poupados” à doença e que as pessoas com menos de 50 anos são “uma percentagem significativa dos infectados”.

“Solidariedade, solidariedade, solidariedade” entre países e grupos etários diferentes é “a chave para derrotar” a doença, afirmou o responsável, destacando a “boa notícia” registada na quinta-feira na cidade onde começou a pandemia, Wuhan, na China, onde não se verificaram casos novos.

É uma demonstração de que a pandemia “pode ser revertida” que “dá esperança”.

Os números actualizados este sábado pela Direcção-geral da Saúde revelam que em Portugal há agora 1280 infectados confirmados e 12 mortes. A DGS tem ainda 9.854 casos suspeitos e 1.059 a aguardar resultado laboratorial.

O novo coronavírus infectou já mais de 265 mil pessoas em todo o mundo, das quais 11.100 morreram. Das infectadas, mais de 90.500 recuperaram da doença.