Covid-19

Como gerir a Câmara (e não só) por telemóvel e computador

1 mai 2020 12:42

As novas rotinas de Gonçalo Lopes durante a pandemia

como-gerir-a-camara-e-nao-so-por-telemovel-e-computador
Whatsapp, Teams, Zoom e Webex: um autarca em versão digital
Ricardo Graça/Arquivo

Além do grupo de Whatsapp do Gabinete Económico e Social Pós-Pandemia, onde está com Jorge Santos (presidente do Gabinete), António Poças (presidente da associação empresarial Nerlei), Rui Pedrosa (presidente do Politécnico de Leiria) e Ana Sargento (vice-presidente do Politécnico de Leiria), o presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, utiliza a mesma rede social para comunicar noutras frentes de trabalho: um grupo agrega os presidentes de câmara da CIMRL – Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (que Gonçalo Lopes preside), outro junta os presidentes de câmara do Partido Socialista a nível nacional e há ainda, por exemplo, um grupo que reúne os chefes de divisão da Câmara de Leiria e outro participado pelos dirigentes e funcionários com intervenção na modernização administrativa do Município.

“Já usava muito o Whatsapp para trabalhar, agora tenho grupos de tudo”, afirma Gonçalo Lopes ao JORNAL DE LEIRIA. “Casos urgentes tem de ser por Whatsapp, já não uso email, é impossível”.

Com os vereadores tem reunido praticamente todas as noites pelo Microsoft Teams, já o Zoom serve para as videoconferências com os chefes de divisão. Para reuniões à distância com a Protecção Civil, utiliza o Webex, da Cisco (Gonçalo Lopes é o presidente da Comissão Distrital da Protecção Civil de Leiria). E no contacto com as autoridades de saúde pública, as chamadas telefónicas são a prioridade para actualizar dados e recomendações.

Dias intensos, com um fluxo anormal de solicitações e informação, superior ao que se registava antes da pandemia de Covid-19, que o presidente da Câmara de Leiria vai gerindo com dois aliados imprescindíveis: o telemóvel e o computador.

O telefonema de Marcelo e a reunião com António Costa
 
Desde o início do estado de emergência em Portugal, o presidente do Município de Leiria falou uma vez com o Presidente da República e também já esteve em directo com António Costa. “Tivemos um telefonema dele [Marcelo Rebelo de Sousa] e uma videoconferência com o primeiro- -ministro”, adianta Gonçalo Lopes. Na chamada, o Presidente da República quis “incentivar” e passar “uma mensagem de ânimo”. Com um tema em destaque: a vigilância nos lares de terceira idade. No dia 8 de Abril, o Expresso explicava a iniciativa para tomar o pulso aos autarcas com uma citação do próprio Marcelo Rebelo de Sousa: “Tenho contactado um por um e já só me falta perto de 40”. A reunião à distância com o primeiro-ministro, participada pelos líderes das comunidades de municípios, as CIM, permitiu, por outro lado, “fazer um ponto de situação”. Segundo Gonçalo Lopes, os presidentes de câmara manifestaram dificuldades na comunicação com Lisboa, o que terá levado António Costa a nomear cinco secretários de Estado para coordenadores regionais do combate à pandemia de Covid-19. Na região Centro, a missão é desempenhada pelo secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, com quem Gonçalo Lopes diz falar “quase diariamente”. Outro membro do Governo com quem o presidente da Câmara de Leiria conversa frequentemente é o secretário de Estado da Saúde, António Sales, que até Outubro era presidente da federação distrital de Leiria do PS. Outros contactos importantes são mantidos com o gabinete da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que tutela as respostas sociais, o mecanismo de lay-off nas empresas e os lares de terceira idade.
#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.