Covid-19

Batalha propõe ao Governo a criação de habitação acessível para a classe média e jovens casais

4 mai 2020 12:13

Município gostaria de iniciar projecto em Julho

batalha-propoe-ao-governo-a-criacao-de-habitacao-acessivel-para-a-classe-media-e-jovens-casais
Câmara acredita ser possível criar na Batalha 40 fogos novos
CM Batalha

O presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, escreveu ao Ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, a defender que é urgente aumentar a oferta do número de casas disponíveis no mercado a preços acessíveis para as famílias e jovens casais que perderam rendimentos nesta fase da pandemia de Covid-19.

Batista Santos refere que a situação actual exige "respostas de excepção e apoios públicos no acesso de todos a uma habitação condigna e a valores comportáveis pelas famílias e jovens casais, através do alargamento significativo do âmbito de beneficiários e da dimensão do parque habitacional com apoio público".

O município defende que os apoios do Estado para a reabilitação urbana inscritos no Orçamento do Estado para 2020, que ascendem a mais de 180 milhões de euros, devem ser orientados para habitação acessível, incrementando os projetos de reabilitação do edificado para fins habitacionais e a custos/rendas acessíveis.

No Plano Municipal de Habitação Acessível do Município da Batalha, a autarquia identifica duas áreas de reabilitação urbana e do edificado para fins habitacionais, com capacidade para gerar uma oferta de 40 novos fogos, na tipologia T2 e T3, o que permitirá ampliar a oferta de habitação acessível no concelho da Batalha.

“Caso o Governo colabore com o município, nomeadamente através da cedência do imóvel do Estado, um armazém abandonado do Instituto do Vinho e da Vinha, localizado em zona habitacional e viabilize os instrumentos de financiamento, estamos em condições de iniciar o projecto em Julho deste ano”, explica Paulo Batista Santos.

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.