Sociedade

Aldeia de Ana da Aviz cercada pelo fogo

18 jun 2017 00:00

Militares do Exército foram enviados para ajudar Bombeiros e Protecção Civil.

aldeia-de-ana-da-aviz-cercada-pelo-fogo-6638
Jacinto Silva Duro

O incêndio de Pedrógão Grande, que ontem fez 24 vítimas, continua a lavrar, havendo ainda aldeias em perigo, junto à A13. A Aldeia de Ana de Avis, uma das pérolas turísticas do concelho vizinho de Figueiró dos Vinhos, encontra-se cercada pelas chamas.

Neste momento, além dos miliatres, há mais 120 bombeiros a caminho do norte do distrito para se juntarem aos 380 que já lá se encontram. Pela manhã, haverá ainda dois aviões espanhóis que se vão juntar ao combate ao incêndio.

Leiria solidária com Pedrógão Grande
O presidente da Câmara Municipal de Leiria, Raul Castro, lamenta as mortes que ocorreram em resultado do incêndio que assola os concelhos do norte do distrito de Leiria e solidariza-se com o presidente do município de Pedrógão Grande, disponibilizando-se para que seja facultado todo o apoio que for necessário.

"O Município de Leiria está solidário com o município de Pedrógão Grande, num momento difícil, tendo-se registado a perda de vidas humanas. Disponibilizamos a ajuda que for precisa, seja para apoiar os bombeiros, seja para auxiliar as populações diretamente afectadas", sublinha o autarca, em comunicado.

A posição manifestada pelo presidente do município de Leiria surge na sequência da morte de 24 pessoas no incêndio de Pedrógão Grande: 16 morreram dentro das próprias viaturas numa estrada nacional.

A tragédia já levou o Governo a declarar o estado de alerta máximo e a activar o plano de emergência.